Do que adianta maquiar um sorriso se o seu coração é cinza?

“Sempre pode fechar os olhos para as coisas que não quer ver. mas você não pode fechar seu coração para as coisas que você não quer sentir”. Rafaella Kristinne.

Sinto te dizer, mas todas as vezes que você não estiver bem consigo mesmo, se maquiar, se arrumar, se cuidar, vai te trazer uma sensação de bem-estar, mas essa sensação não vai durar muito, apenas até a maquiagem começar a craquelar e a sua pele pedir por um respiro.

Encarar a vida de cara lavada não é para qualquer um, é preciso muita coragem, para se abrir e se revear, sem fingir que está tudo bem, ou tentar enganar a si mesmo.

A nossa beleza exterior pode até causar um primeiro impacto positivo, mas são as nossas ações, pensamentos, emoções e sentimentos que nos levam a sentir a nossa real beleza.

Existem milhares de homens e mulheres que vivem uma ditadura da beleza estética, mas só eles mesmos sabem o quanto é difícil ser quem eles são, ou quem eles tentam ser.

LEIA MAIS: Não aceite nem repasse lixos emocionais.Faça uma faxina no seu coração

Quando a gente olha alguém muito arrumado, maquiado, bem cuidado, a gente tende a pensar que aquela pessoa é bem resolvida, que tem mil motivos para ser feliz, que sobram oportunidades e que sua vida é um mar de rosas. Mas infelizmente, nenhuma maquiagem consegue curar um coração.

Quando o coração está cinza, nenhum enfeite externo é capaz de o fazer vibrar novamente. A pessoa pode ter tudo, mas se sentir um nada.

Muitas vezes, ninguém sabe o quanto os seus corações estão apertados, o quanto eles escondem um coração machucado, magoado, ressentido, de tanto tentar agradar, de tanta cobrança, de tanto tentar forjar uma vida perfeita que não é real.

Quantas pessoas estão, nesse momento, mascarando o sofrimento com um sorriso no rosto?

O nosso coração é a nossa maior beleza. Mas muitos esquecem que é preciso abrir o coração para sentir amor por si mesmo. Uma infinidade de pessoas, estão, agora mesmo, com os corações fechados, mas enganando a si mesmos que estão, “muito bem, obrigado”.

É importante se cuidar para se sentir belo, para olhar para si mesmo e gostar do que a gente vê. Mas quando a gente começa a maquiar as nossas imperfeições com um sorriso, simplesmente porque a gente não aceita quem a gente é, só para não refletir diante das lições que devemos aprender com a vida, a tristeza dá um jeito de transparecer … no nosso olhar.

O mais importante, em vez de pensar em fazer cara bobo para disfarçar a sua sensação interior, é primeiro: fechar os seus ouvidos para o mundo exterior;

Segundo: abrir o seu coração para o seu mundo interior;

Terceiro: fechar os seus olhos e meditar para se conectar com quem você é de verdade;

Você não vai encontrar felicidade lá fora, se você não conseguiR se conectaR com o amor que existe dentro de você. Se você não tiver em si mesmo.

Esse amor nasce com o perdão e com a aceitação, porque é assim, se aceitando e se amando, que você vai sentir o sorriso florescer sem esforço e, esse sorriso te fará se sentir leve, como nunca antes.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

*Foto de Bailey Burton no Unsplash

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.