Devemos confiar e ser gratos pela vida, pois ela é o nosso maior presente.

Idelma da Costa
devemos-confiar-e-ser-gratos-pela-vida-pois-ela-e-o-nosso-maior-presente

Devemos confiar e ser gratos pela vida, pois ela é o nosso maior presente. Administrar o tempo com equilíbrio se torna imprescindível nos dias de hoje.

Devemos aprender a dosar com sabedoria e utilizar a administração do tempo a nosso favor.

Nesse momento único de pausa em que vivemos nos foi dada a oportunidade para parar tudo e refletir sobre vários aspectos de nossas vidas.

Nos fez enxergar a importância de todas as pessoas em nossas vidas.

Nos fez ver que somos unidos, mesmo sem nos darmos conta, por uma engrenagem, onde cada uma tem seu grau de importância e na falta de uma, todo o sistema acaba apresentando sinais de falhas.

Nos fez observar o valor da multiplicação dos diversos dons e como se fazem presentes no nosso dia-a-dia, nas mínimas coisas.

Passamos a reconhecer o quanto é essencial cada profissão, independentemente de qual seja.

Ficamos mais solidários e compadecemos com a dor alheia ao depararmos com a realidade de que todos nós estamos no mesmo barco. E que dependerá de um esforço a mais de todos, num ato de amor ao próximo, para sairmos o mais rápido possível desse estado de calamidade pública mundial implantado pela pandemia do Coronavírus.

Todos tem ajudado e cada um da sua maneira e como pode. O mundo se sensibilizou e se tornou mais humano. As empresas têm utilizado parte de seus lucros em prol da humanidade, pois sabem que quando tudo acabar terão condições de recuperarem se todos saírem intactos dessa crise. Sabemos que para isso acontecer, cada um terá que fazer a sua parte dando sua contribuição para que tudo volte ao normal.

A ciência tem dado o seu melhor para descobrir remédios e vacinas.

Em breve tudo voltará à normalidade e teremos tido tempo suficiente para refletirmos e descobrirmos como iremos usar o tempo a nosso favor.

Buscarei o equilíbrio e distribuirei meu tempo para tudo o que acho importante de maneira dosada, sem utilizar o famoso oito ou oitenta.

Tirarei um tempo para estar mais próxima de Deus, fazendo minhas orações e sendo grata por tudo, pois sei que Ele quer o melhor para mim.

Tirarei um tempo para meditar e agradecerei todas as coisas boas do meu dia-a-dia por menor que seja.

Tirarei um tempo para mim mesma, seja escrevendo, assistindo filmes, ouvindo músicas, descansando, dormindo, relaxando, malhando ou fazendo uma caminhada.

Tirarei um tempo para meu namorado lindo, maravilhoso, inteligente, tudo de bom e do melhor, que tanto amo.

Tirarei um tempo para minha filha, minha mãe, meu genro, meus amigos mais queridos que fazem parte da família ou não e para meus colegas de trabalho.

Tirarei um tempo para trabalhar com dedicação, esforço e responsabilidade.

Tirarei um tempo para ver o nascer do sol, o pôr do sol, a lua e o brilho das estrelas.

Tirarei um tempo para sentir a brisa do mar e o calor do sol.

Tirarei um tempo para caminhar na beira do mar.

Tirarei um tempo para ouvir o barulhinho da chuva, sentir o cheiro da terra molhada, observar a natureza com toda sua beleza e riqueza.

Tirarei um tempo para ficar bem quietinha, debaixo do cobertor quando estiver frio.

Tirarei um tempo para administrar as finanças e para os afazeres domésticos.

Para terminar procurarei ser um ser humano melhor, exercendo a solidariedade sempre que possível.

E dessa forma, terei mais tempo para sorrir mais, amar mais e ser mais leve.

E assim viverei melhor e valorizarei cada segundo e cada minuto de uma vida inteira pela frente.

Procurarei viver da qualidade que me completa e não da quantidade de futilidades que não leva a lugar algum.

Tenho certeza que todos nós superaremos mais esse desafio com muita fé e pensamento positivo.

A esperança de um futuro melhor e a construção de um mundo renovado e reinventado renasce a cada manhã.

Apenas estamos sendo lapidados para sermos ainda melhores.

Cada dia que se passa é um dia a mais de superação e um dia a menos para a vitória.

Estamos cada vez mais próximos do fim da pandemia.

Logo a vida voltará a ser como antes, pois não há mal que sempre dure.

Vamos confiar e ser gratos pela vida, pois esse é o nosso maior presente.

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Idelma da Costa
Idelma da Costa, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Processual, Gerente Judicial (TJMG), escritora dos livros Apagão, o passo para a superação e O mundo não gira, capota. Tem sido classificada em concursos literários a nível nacional e internacional com suas poesias e contos. Participou como autora convidada do FliAraxá 2018 e 2019 e da Flid 2018.