Deus! Um vírus invisível chegou e colocou o planeta de joelhos.

Sil Guidorizzi

Deus! Um vírus invisível chegou e colocou o planeta de joelhos.

É através deste momento, que o planeta, assim como as pessoas que nele vivem, aprenderão a se regenerar.

O ar se faz mais puro, o silêncio habita do lado de fora enquanto estamos em tempo de isolamento.

Deus está enviando uma grande mensagem para todos nós.

Vamos ouvi-la com atenção.

Estamos aprendendo a cuidar dos outros e de nós mesmos.

A terra prometida onde a luz da esperança se encontra, é um grande foco de aprendizado que agora traz a cada um, o chamamento da consciência, da compreensão, e do respeito pela vida humana.

Este mal trará mais adiante, a cura para tantos outros males que assolam e devastam lugares com baixa faixa vibratória.

Nos armemos de mais fé, nos armemos de força espiritual; nos armemos de conscientização.

O amor, assim como o olhar voltado para o mundo, é resultado do que neste instante devemos acolher.

O aprendizado, trará boas chances de vermos algo maior se elucidando diante dos nossos olhos.

Hoje estamos distantes de abraços, de toques, de aglomerações, de coisas que agora, já não são mais urgentes.

Estamos mais perto de nós, afastando esse ciclo que circundou nossas vidas.

Há acima de nós, algo superior e espiritual.

Não estaremos imunes a dor, a perda, mas estaremos mais conscientes do que podemos fazer para barrar esse tempo de tempestade que se aproximou.

E quando tudo isso passar, e colocarmos nosso coração para fora de nossas casas, veremos o que realmente aprendemos neste momento de grande transição.

Deus estará conosco nos colocando novamente para nos juntarmos aos nossos e a nossas vidas que também devem continuar.

Uma grande mudança está sendo preparada.

Que todos tenham calma e sigam as orientações devidas.

Quem não aprender absolutamente nada com tudo isso, é porque realmente não sentiu a intervenção de Deus.

Vamos orar, vigiar, não devemos reclamar.

Quem reclama, clama por mais dor e coisas negativas.

Estejamos em nossos lares, pedindo por aqueles que estão sem acesso, sem moradia, sem condições de abrigo.

Tenho certeza, que de alguma forma, eles serão auxiliados pelo plano divino.

Que a paz esteja com vocês.

Que a fraternidade adentre a alma, e que neste momento, tenham confiança na cura.

Ela virá e será transformadora.

O momento é de união, respeito e zelo.

Todos nós independentes de qualquer coisa, somos filhos do mesmo Deus.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.