Deus, eu só tenho a agradecer!

Jéssica Pellegrini

Estou te escrevendo para te fazer um pedido e, ao mesmo tempo, agradecer imensamente por ser tão feliz.
Ao contrário do que costumam dizer em orações silenciosas, eu quero te agradecer por tudo o que eu já enfrentei na minha vida até hoje.
Agradecer por todos os meus tropeços, obstáculos, choros, fraquezas e derrotas.
Agradecer pelos falsos amigos, pelos amores rasos, pelas decepções e frustrações.
Eu quero te agradecer por ter quebrado tantas vezes o meu coração, mesmo com os pequenos motivos.


Por toda dor. Quero te agradecer por todas as partidas que eu custei a compreender e aceitar.
Por todas as vezes em que eu não acreditei na minha capacidade, que eu bati de cara na parede e queimei a minha mão no fogo por alguém.
Quero te agradecer por ter me tornado mais forte, principalmente, nos momentos mais frágeis.
Por todas as despedidas que levaram um pouco do meu amor, mas que agora eu vejo que me equivoquei.
Esse sentimento não é negativo como eu imaginei que fosse. As pessoas apenas mostram-se como, de fato, elas são.
E eu aprendi que isso foge do controle da minha boa vontade e preocupação com o outro.

Reciprocidade é o caminho do bem.
Então, se eu posso te pedir algo, seria esse: mantenha a minha fé inabalável, assim como as minhas crenças, princípios, valores e sonhos.
O agradecimento, por fim, é pelo que se foi e por tudo o que ainda está por vir.
Agradecer por ter me levantado em todas as dificuldades, e por continuar me mostrando o caminho de luz, ainda quando eu me sinto imersa na escuridão.
Gratidão!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Jéssica Pellegrini
Nunca confie em uma escritora confusa e romântica. As controversas entre um texto de amor e outro de desilusão, podem causar questionamentos pessoais. Consequentemente, sequelas mais graves.

COMENTÁRIOS