Deputado pede desculpas e perdão, por algo indesculpável e imperdoável.

O que um Homem Público, Deputado, Candidato à Governador de São Paulo, pode tentar dizer em sua defesa, frente aos áudios deploráveis que quase todo o Brasil já ouviu?

Por Cleonio Dourado

Ele pede desculpas e perdão, por algo indesculpável e imperdoável.

Falas nojentas, machistas, humilhando, assediando e desejando Mulheres Ucranianas refugiadas em plena fuga, amedrontadas e carentes de proteção.

Ele não estava de brincadeira, não estava embriagado, não estava empolgado, não estava elogiando ninguém. Ele estava somente explicitando aquilo que ele é.

Era algo privado, mas veio a público e tivemos a infeliz oportunidade de ver um cara repugnante que ao ver mulheres num País em guerra, em um momento de extrema desprotecão e fragilidade, ficou extremamente “animado”.

Na tentativa de justificar o injustificável, ele só piora sua situação e tiramos a conclusão que aquilo não é um Homem.

Não, não é.

É apenas um animal macho, desprovido de sensibilidade e humanidade. Um indivíduo que apenas nasceu com o sexo masculino, desprovido do caráter protetor e da personalidade humanitária que os verdadeiros homens têm.

Aquilo é um membro de um matilha de cães selvagens que vai na onda, faz e fala qualquer coisa para se afirmar no bando.

É isso.

Uma cachorro que se apega ao mais primitivo sentimento de prazer e tenta usar de sua “carta do Instagram” para subjugar, humilhar e assediar mulheres vulneráveis, tratando-as como corpos sem valor.

“São fáceis porquê são pobres”. Disse o canalha, entre frases impublicavéis.

Me envergonha dizer que esse cara possa ser homem. Homem é outra coisa. Homem não é aquilo que a gente ouve ali. Ele é, no íntimo, um babaca, travestido de político, com uma alma carregada de sem-vergonhice.

Um moleque canalha que deveria ser expulso de qualquer lugar onde pisa. Pois, espécie dessa categoria desrespeitosa deveria viver isolado, pois se porta como um tarado bárbaro não civilizado.

Porque Homem é outra coisa. Ele é uma vergonha internacional para nós. Em nome dos Homens Brasileiros, nos perdoem, nos desculpem.

Homem de verdade não é isso.

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia