Após 9 dias na UTI, profissional do SAMU volta ao trabalho na linha de frente

Resiliência Humana
depois-de-9-dias-internado-na-uti-enfermeiro-volta-ao-trabalho-na-linha-de-frente

Profissional de Saúde do SAMU de São João de Meriti e guerreiro na linha de frente da linha de frente, Max Rodney Cindra Braga, de 43 anos, muito magro e, ainda com dificuldades para falar devido ao covid-19, escreveu em um papel a seguinte frase: “Eu venci”! Após passar nove dias internado. E cerca de 16 dias ele volta ao trabalho e é aplaudido pelos colegas.

Depois de ter tido a experiência de ficar em um leito de UTI da unidade de referência em Volta Redonda ele relata que, o que via à sua volta, diariamente, era um caos ser instaurado.

“Eu estive dos dois lados do combate à Covid e foi muito triste tudo que eu vi. No meu leito, eu ficava em frente à sala de ressuscitação e, como é difícil reverter uma parada cardíaca de um paciente com coronavírus, eu via entre 3, 4 pessoas morrendo por noite. Sentia vontade de levantar e ajudar meus colegas, mas não conseguia sequer levantar a cabeça” – contou Max ao jornal Extra.

Segundo informado ao jornal, o profissional do SAMU começou a sentir os primeiros sintomas da Covid-19 ainda no dia 11 de abril. Afastado do trabalho, a tosse e a falta de ar foram piorando, até que ele precisou ser levado ao hospital.

“Na ambulância a gente trabalha com todos os equipamentos de segurança, mas pode acontecer de qualquer jeito. Eu posso ter pego de um paciente, assim como posso ter pego no mercado, por exemplo. Eu comecei a sentir os sintomas num domingo e fui para casa. Na segunda-feira, fiz um exame que já detectou que eu estava com 30% do meu pulmão comprometido. Como os sintomas não paravam de piorar e verifiquei no meu aparelho que minha saturação estava baixa, comecei a me preocupar e pedi socorro até a UPA de Belford Roxo, município onde moro. De lá, fui transferido para o Zilda Arns no dia seguinte” – relatou.

Bons hábitos e rotinas de exercícios podem ter salvado sua vida

Max, de 43 anos, não fuma, não é diabético ou hipertenso e pratica luta frequentemente. Ele acredita que isso pode tê-lo ajudado no combate à doença. Enquanto saia do hospital, dez quilos mais magro, com um cartaz escrito: “Eu venci”, ele ia sendo aplaudido por todos e deu um discurso, o vídeo foi publicado no facebook:

Curado da covid

APÓS FICAR INTERNADO FUNCIONÁRIO DA SAMU SÃO JOÃO DE MERITI SE CURA DA COVID-19 Max agradece a equipe do hospital por todo carinho e cuidado no tratamento.SUS SÃO JOÃO DE MERITI SECRETARIA DE SAÚDE

Posted by A Voz dos Bairros on Friday, May 15, 2020

‘Fiquem em casa, cuidem dos seus idosos, pais, mães’

Vários dias depois, já recuperado e forte, ele retornou ao trabalho, e ao encontrar com os colegas da saúde, explicou que finalmente eles não correm o risco de contrair o vírus dele e todos o aplaudiram.

Assista o vídeo da chegada de Max ao trabalho recebendo as boas vindas de sua equipe.

OLHA O MAX FUNCIONÁRIO DA SAMU SÃO JOÃO DE MERITI VOLTANDO AO TRABALHO DEPOIS DE SER CURADO DA COVID-19.

OLHA O MAX AGORA CHEGANDO NO SEU LOCAL DE TRABALHO QUE LINDO OS AMIGOS DA SAMU RECEBENDO UM AMIGO QUE SE CUROU DA COVID-19

Posted by A Voz dos Bairros on Friday, May 15, 2020

 

Para encerrar ele fez um pedido a todos:

“Pelo amor de Deus, fiquem em casa, cuidem dos seus idosos, pais, mães… obedeça o que os especialistas falam. Se eles são especialistas, nós não precisamos discutir com eles. As pessoas não estão levando a sério… tanto na Baixada como na capital, tem muita gente andando nas ruas, dando mole… valorizem a vida. E valorizem a enfermagem.”, pediu Max.

Parabéns a todos os profissionais do SAMU.

*DA REDAÇÃO RH. Com informações Jornal Extra, Arquivo pessoal e A voz dos Bairros.

COMPARTILHAR




COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia