Deixa ir! Nossos traumas, dores, medos e más lembranças, são a areia movediça da nossa alma

Wandy Luz

DEIXA IR! As mágoas do passado, algumas injustiças que acontecem (as vezes é inevitável), alguns rancores que ficam impregnados em nosso ser.

Tudo aquilo, que constantemente nos leva de volta ao passado, nos prende, e faz refém.

A dificuldade em deixar ir nos torna incapazes de evoluir, de crescer, avançar e ser feliz.

O passado deve ficar no passado.

A sombra que está deixando seu presente nublado, é reflexo da dor do seu ‘ontem’.


Talvez a dor de um pai ou mãe que nunca esteve presente, o(a) ex que te traiu, o chefe que humilhou, o amigo que enganou, ou o que quer que seja que te prende em algum lugar lá atrás, onde os resíduos da infelicidade insistem em permanecer, todas essas dores estão bloqueando o seu caminho. Talvez você se torture, e se coloque no lugar de vilão da sua própria história, talvez você ainda seja escravo de todas as suas escolhas ruins.

Nossos traumas, dores, medos e más lembranças, são a areia movediça da nossa alma, e senão fizermos nada para mudar, acabaremos devorados por tantos sentimentos negativos.

Para viver com sabedoria, para encontrar a verdadeira paz, precisamos deixar ir.

Perdoar. Eu digo verdadeiramente liberar perdão para todos que mesmo sem querer nos fizeram mal. Esse é o remédio, é a única cura para cicatrizar feridas que insistem em machucar.

Deixa ir sem medo , todas as pessoas, coisas, sentimentos,e tudo mais que não esteja te ajudando a ser e fazer melhor.

Confie no seu propósito, acredite que o Universo está a seu favor, solte e liberte-se !

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Wandy Luz
Jornalista, colunista, filha do Universo e amante da liberdade. Um ser humano que se encanta a cada dia mais com os mistérios da vida e suas dimensões. Escrever pra mim é desejar e eu desejo que seu espirito seja livre e a alma plena. Que o sonhar traga esperança e que a dor traga entendimento. Em minha jornada fiz como missão questionar e explorar os mistérios desse segredo que e viver.

COMENTÁRIOS