De nada valerá a sua pós, MBA e doutorado, se você não souber lidar com gente! A natureza humilde provêm da curiosidade no entendimento. É uma personalidade derivada da inteligência para gerenciar conflitos.

Humildade não é ser ou parecer menos favorecido materialmente, muito menos dissimular empatia, nem divulgar ação voluntária beneficente.

Ser humilde não é sentir pena, pois a penalização pode ser interpretada como um padrão de superioridade já que, quem sente pena vê no outro alguém inferior.

Ser humilde não é se vestir sem vaidade, nem parecer ser “blasé” para que o vejam como despretensioso aos apelos do mundo externo.

A humildade não pode ser intencional, mas sim uma característica natural, proveniente da personalidade.

Geralmente pessoas com a natureza humilde são autossuficientes. Não vê no outro um desafio, um concorrente. Está satisfeito consigo mesmo e tem noção da própria capacidade por isso mesmo não precisa diminuir o outro para se sentir superior. E trata todos como iguais!

A natureza da humildade é curiosa, já que o curioso escuta e observa para aprender. Está relacionado à inteligência já que a personalidade de pessoas inteligentes é instigante para que possa obter mais conhecimento.

A natureza humilde gerência conflitos, busca argumentos para amenizar problemas, como uma maneira inteligente de conquistar e formar grupos que refletem num melhor convívio para maiores conquistas.

A humildade é uma característica essencialmente humana, que impulsiona o homem no mundo e na direção de conquistas evolutivas e existenciais.

De nada vale a sua pós, MBA e doutorado, se você não souber lidar com gente! E para lidar com pessoas é preciso, antes de mais nada, desenvolver a humildade.

Você acredita que é uma pessoa humilde? O que te leva a pensar que age com humildade? Você sabe lidar com opiniões contrárias? O que é humildade ou ser humilde para você?

Vamos falar sobre isso? Existem muitas distorções nesse contexto. Quando expomos o nosso conhecimento no mundo devemos fazer de maneira a prestar um serviço e não de forma arrogante, prepotente e se colocando como superior, a cima de todas as coisas, pessoas e pontos de vistas.

O que te faz achar uma pessoa humilde? O que ela precisa fazer? Como ela deve agir?

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Fabiano de Abreu Rodrigues, PhD, neurocientista, neuropsicólogo, biólogo, historiador, jornalista, psicanalista com pós em antropologia e formação avançada em nutrição clínica. PhD e Mestre em Ciências da Saúde nas áreas de Psicologia e Neurociências pela EBWU na Flórida e tem o título reconhecido pela Universidade Nova de Lisboa; Mestre em Psicanálise pelo Instituto e Faculdade Gaio/Unesco; Pós Graduação em Neuropsicologia pela Cognos em Portugal; Pós Graduação em Neurociência, Neurociência aplicada à aprendizagem, Neurociência em comportamento, neurolinguística e Antropologia pela Faveni do Brasil; Especializações avançadas em Nutrição Clínica pela TrainingHouse em Portugal, The electrical Properties of the Neuron, Neurons and Networks, neuroscience em Harvard nos Estados Unidos; bacharel em Neurociência e Psicologia na EBWU na Flórida e Licenciado em Biologia e também em História pela Faveni do Brasil; Especializações em Inteligência Artificial na IBM e programação em Python na USP; MBA em psicologia positiva na PUC. Membro da SPN – Sociedade Portuguesa de Neurociências – 814; Membro da SBNEC – Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento – 6028488; Membro da FENS – Federation of European Neuroscience Societies – PT 30079; Contato: [email protected]

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.