Crianças “malcriadas” são mais felizes! Para a tristeza dos pais!

Resiliência Humana

Alguns psicólogos acreditam nessa teoria e queremos saber se vocês concordam: Crianças “malcriadas” são mais felizes?

Embora muitos pais tenham se envolvido com a ideia de que seus filhos devem ser perfeitos, os psicólogos sugerem que ser desobediente pode realmente contribuir para sua satisfação geral com a vida.

Portanto, sempre que você sentir que seu filho está ficando fora de controle, provavelmente é melhor respirar fundo e pensar em como isso influenciará o desenvolvimento e o sucesso dele na vida futura.

O site Bright Side lançou 9 razões pelas quais devemos deixar nossos filhos serem rebeldes e travessos porque isso pode realmente fazer mais bem do que mal para eles.

1. As crianças “malcriadas” são mais independentes e não têm medo de se expressar.

Toda criança tem sua própria personalidade e maneira de interagir com o mundo. No entanto, se os pais constantemente tentam colocar a criança na caixa, eles podem sofrer de problemas de auto-expressão e não conseguir determinar seus reais desejos e vontades.

Pelo contrário, crianças malcriadas não têm medo de mostrar seu verdadeiro caráter e independência, mesmo que isso signifique ser julgado por outras pessoas.

2. Essa é a maneira deles de explorar o mundo e é eficaz.

As crianças usam seus sentidos para interagir com o mundo: são extremamente sensíveis, adoram ser barulhentas e não conseguem manter a calma nem por um minuto.

Se os pais forçam os filhos a ficar calados e não mostrarem nenhuma iniciativa, a criança perde a oportunidade de explorar o mundo.

Crianças indisciplinadas são mais propensas a serem curiosas e se tornarem pessoas mais completas como adultos, já que seu desejo de aprender não foi suprimido.

3. Eles apenas seguem padrões naturais de comportamento.

A maioria das crianças é extremamente ativa e um pouco travessa, e essa é a parte de sua natureza. Eles não têm medo de expressar seus sentimentos e aproveitar ao máximo sua experiência.

Bem, às vezes eles podem exagerar um pouco com o entusiasmo. No entanto, se uma criança age de maneira barulhenta e louca, isso significa que está feliz e se sente confiante.

4. Eles conseguem processar melhor suas emoções.

É mais fácil para as crianças malcriadas permanecerem conectadas com suas emoções e entenderem as raízes de seu comportamento quando crescerem.

É mais provável que essas crianças mostrem maturidade saudável quando se trata de emoções. Eles percebem que as emoções são uma parte importante de sua vida e aprendem a reconhecer e respeitar as emoções de outras pessoas também.

5. Eles não ouvem o que as outras pessoas dizem.

Crianças malcriadas não procuram aprovação.

Elas sabem o que é bom para elas e não têm medo de seguir seu caminho.

Eles sabem que, mesmo que falhem, não será o fim do mundo e não há situação que não possa ser consertada.

Essas crianças não têm vergonha de parecer bobas ou de serem criticadas, pois sabem que é a opinião delas que mais importa.

6. Eles não se sentem pressionados a cumprir certos critérios para fazer as pessoas os amarem.

Filhos impertinentes não mantêm suas emoções reprimidas, pois sabem que seus pais os amarão, não importa o que e seu comportamento não possa estragar isso.

Essas crianças crescem na atmosfera de segurança e seus pais geralmente têm recursos internos suficientes para lidar com elas.

Eles fornecem apoio emocional suficiente para seus filhos e são capazes de ensiná-los a se comportar bem sem suprimir sua personalidade.

7. Eles têm melhores habilidades de resolução de problemas.

Crianças obedientes geralmente sofrem de excessiva adesão e são muito conscientes quando se tornam adultos.

Crianças malcriadas são mais espontâneas e estão prontas para tentar abordagens diferentes para evitar problemas. Eles são mais resistentes ao estresse e podem se defender.

8. Eles são mais criativos.

As crianças malcriadas têm uma imaginação ilimitada e estão ansiosas para experimentar suas ideias.

Quando adultas, essas crianças demonstram uma abordagem criativa para todas as esferas da vida e sabem que existem dois lados em todas as situações.

Eles não têm medo de se expressar e sabem que a opinião dos outros não terá muita influência em suas vidas.

9. Eles sabem que são bons o suficiente do jeito que são.

Crianças malcriadas sabem que merecem ser amadas incondicionalmente e não há necessidade de tentar ganhar amor com bom comportamento.

Eles têm certeza de que já são bons o suficiente e não há nada a provar.

Isso não significa que eles não estão tentando ser melhores, mas fazem isso por si mesmos e não para agradar as pessoas ao seu redor.

Você tem um filho que pode ser bem travesso às vezes?

Essa teoria se aplica a eles?

Conte-nos sobre a sua experiência nos comentários!

*Via Bright Side.me. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia