Como combater os vícios emocionais e os impulsos do ego?

As prisões da alma: vícios emocionais e impulsos do ego

Os vícios emocionais e os impulsos do ego são os maiores desafios da vida, e só conseguimos vencê-los, quando os identificamos em nós!

O autoconhecimento é o primeiro passo para que possamos desenvolver a percepção que se faz necessária para identificar quais são os nossos vícios emocionais, a partir desse conhecimento é possível desenvolver o domínio dos impulsos do ego que nos leva a desejar os prazeres imediatos.

O segundo passo é se tornar consciente da urgente transformação interior que o nosso ser, em essência, nos desafia a realizar em nossas vidas. Mas só conseguimos identificar cada ponto obscuro do nosso ser que precisa se iluminado, quando aceitamos abrir mão do controle e nos entregamos ao fluxo da vida.

Essa aceitação se dá, quando olhamos para dentro e passamos a enxergar claro as bênçãos que já alcançamos, quando conseguimos, enfim, agradecer a tudo que existe de bom em nossas vidas.

Quando escolhemos focar no lado bom que existe em tudo que nos rodeia, mesmo nos desafios que a vida nos apresenta, passamos a sentir um bem-estar inexplicável, e esse sentimento começa a manifestar grandes mudanças em todas as áreas da nossa vida.

Nesse momento, quando olhamos, em verdade, para tudo, com profundo amor e gratidão, uma força interior nos projeta a diante, e a resiliência nasce exuberante dentro de nós, nos conduzindo a caminhos mais felizes.

Essa escolha, de olhar o lado bom da vida, nos modela! Quanto mais nos entregamos a essa força, e confiamos nela, mais ela nos faz almejar por coisas mais elevadas.

Ela nos motiva a sair da zona de conforto, e caminhar por estradas desconhecidas, e incute em nós a certeza de que o melhor sempre acontecerá para aquele que confia em si mesmo, e principalmente, para aquele que crê na sabedoria das lições que virão a partir das ações que praticaremos vinculados a ela.

Para tanto, não podemos fugir das sombras que nos incomodam, precisamos olhar para elas com atenção e carinho, com amor e compaixão. Precisamos acolher cada parte que nos faz inteiros.

Mas só conseguimos, de fato, nos acolher, quando paramos de lamentar a nossa “sorte”, quando paramos de reclamar e nos queixar relembrando os acontecimentos passados e os sucessivos fracassos. Para isso, precisamos aprender a dissolver cada pensamento que nos assola a alma e nos paralisa frente as preocupações do mundo.

Para vencer os vícios emocionais é preciso se entregar em sono útil e se colocar a serviço, mesmo quando estiver dormindo. Parece estranho esse pensamento, mas é parte fundamental para o processo de autoconhecimento, dormir despreocupadamente.

Aquele que sofre de insônia está claramente entregue aos vícios emocionais, mas ainda não está consciente da necessidade de libertar a si mesmo.

A alma quando se liberta, dorme o sono dos justos, pois confia na vida e em si mesmo.

Quem não consegue dormir, está totalmente dominado por pensamentos aflitivos.

O pensamento é o grande impulso para o bem e para o mal. Quando não conseguimos confiar, esse é um claro sinal de que estamos sendo controlados por pensamentos vinculados ao ego que, deseja vencer os outros, o mundo, a vida, e se perde nas tantas batalhas que decide enfrentar, simplesmente porque deseja ser melhor do que os outros, almeja obter as glórias, o reconhecimento, e o sucesso do mundo, impulsionado pela vaidade.

Aquele que consegue dominar o ego entende que a única batalha que precisa ser vencida é a batalha que ele mesmo enfrenta entre as suas partes.

Entende que a única pessoa que ele precisa vencer nessa vida é ele mesmo.

Ciente disso, ele se enche de coragem e sai em busca da sua autorrealização com ousadia e atrevimento. E ao se atrever a fazer o que nunca ninguém fez antes, ele encontra respostas para perguntas que, até então, ele achava que não existiam.

E finalmente consegue vencer os vícios emocionais e os impulsos do ego quando atinge a consciência de si mesmo.

Essa consciência de si o impulsiona a agir positivamente diante dos desafios da vida, com força de vontade, capacidade de empreendorismo, coragem, disposição e valentia.

Essa ação inteligente o leva a conquistar a maior de todas as batalhas que já enfrentou: e finalmente conquista o domínio da sua própria mente.

A partir daí, ele não se submete mais as vontades mesquinhas da mente e do ego, ele não se sente mais impotente diante deles, ele simplesmente assume o controle da sua vida e passa a ver o mundo e a vida com mais alegria.

Essa alegria o ajuda a enxergar claro e amplo as infinitas possibilidades que a vida lhe oferece, ele percebe que não pode ficar parado por muito tempo, ele precisa seguir em frente!

E sabendo disso, ele começa a lutar contra a apatia, contra a indecisão, preguiça, procrastinação e contra a melancolia, diariamente. E não mais se permite ficar estagnado.

O autoconhecimento nos traz clareza, e passamos a saber exatamente o que precisamos fazer para progredir e conquistar todos os nossos sonhos.

Aprendemos a ter ambições VOLTADAS, EXCLUSIAMENTE, para os nossos valores palpáveis, abafamos a arrogância através do trabalho humilde, e vemos, pouco a pouco, o nosso empenho em sermos melhores do que nós mesmos, se transformar em conquistas materiais e emocionais!

Até que em um instante qualquer, uma ação assertiva nos leva de encontro a riqueza, a segurança e a estabilidade que realmente merecemos.

Os vícios emocionais e os impulsos do ego levam a sua saúde mental ao precipício, mas o autoconhecimento te alerta dos perigos e te traz de volta em segurança!

Se você está sentindo que a sua vida está desmoronando, se você sente que está totalmente dominado pelo ego e pelos vícios emocionais, me chame do direct @rhamuche, eu posso te ajudar a se libertar desse calabouço emocional! Escolha pedir ajuda! Você merece dar a volta por cima!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.