Grande parte das pessoas buscam um estilo de vida menos caótico e estressante hoje em dia. A rotina corporativa e o ambiente de trabalho muitas vezes são os lugares onde a população passa a maior parte do tempo.

Pensando nisso e na forma como os colaboradores produzem melhor quando estão psicologicamente saudáveis, os gestores e empresários têm procurado cada vez mais alternativas para melhorar a qualidade de vida dos funcionários.

A psicologia positiva é uma das estratégias que as empresas vêm investindo bastante ultimamente. Os resultados nos mostram uma melhora na produtividade, nas relações interpessoais e no clima organizacional.

A psicologia positiva hoje já é considerada uma abordagem da psicologia, trazendo uma perspectiva de olhar voltada para os aspectos positivos da vida.

Não só dentro das organizações, mas na sociedade em geral, as pessoas utilizam dessa vertente para melhorar a qualidade de vida. Uma das formas de treinar nosso cérebro para o pensamento positivo é exercitando a gratidão.

Que seja por meio de diários físicos ou online, bloco de notas, caderno de anotações, qualquer espaço é válido para escrever sobre os pontos positivos e as experiências boas do nosso dia.

Para os mais práticos, a criação de um blog pessoal pode ser uma ótima alternativa de aplicar a auto reflexão. Basta comprar um plano de hospedagem e domínio, personalizar seu blog e alimentá-lo com uma dose de gratidão diária.

Hoje em dia, os serviços de hospedagem estão cada vez mais acessíveis e disponíveis no mercado, diminuindo as chances de você se desmotivar no caminho.

Quer entender melhor sobre como a psicologia positiva funciona? Aqui iremos te mostrar como ela é importante para os negócios e te ajudar com algumas outras dicas para melhor aplicá-la.

O que é psicologia positiva?

A psicologia positiva ao contrário do que é pregada por alguns não é sobre autoajuda e nada do gênero. Essa vertente é uma ciência, estudada e comprovada em Harvard, inventada e desenvolvida pelo professor Martin Seligman.

Falar da psicologia positiva é contextualizar o passado e o presente da história da psicologia. Durante vários séculos a psicologia reuniu um legado de conhecimentos mais centralizados nos processos cognitivos e nas patologias, doenças e transtornos mentais.

Foi pensando nisso tudo e com uma visão mais abrangente que Martin Seligman desenvolveu a psicologia positiva. Essa vertente é uma forma de potencializar o bem estar das pessoas e buscar sempre a gratificação, ou seja, focar na felicidade nos diferentes contextos da vida.

Mas, se você está pensando que a psicologia positiva ignora os problemas e as partes negativas da vida, está muito enganado. A grande diferença está na forma como ela lida com as adversidades.

A aplicação da psicologia positiva nos mostra como lidar com esses problemas de uma forma mais otimista e confiante. A psicologia é uma ciência que considera e atende todos os conflitos do ser humano. E a única diferença é a forma como acontece esses processos.

Ultimamente, o debate sobre a psicologia positiva aumentou e ganhou destaque não só entre os psicólogos como também administradores e empreendedores. Pesquisas, estudos, experimentos e artigos são publicados diariamente sobre o assunto.

Nos escritos de seu livro “Felicidade autêntica” onde Martin Seligman discorre sobre a psicologia positiva, ele pontuou sobre 5 elementos em seu modelo de felicidade, são eles:

  1. Emoções positivas
  2. Relacionamentos
  3. Realização
  4. Significado
  5. Engajamento

Segundo ele, esses são os fatores cruciais para felicidade e o caminho que deve ser seguido juntamente com a psicologia positiva.

Foto de Lukas no Pexels

Os 7 princípios da psicologia positiva

De acordo com pesquisas desenvolvidas pelo psicólogo Shawn Achor, com alunos de Harvard e grandes empresas pelo mundo, há pelo menos 7 padrões que ele denominou como os 7 princípios da psicologia positiva.

Aqui vamos listar cada um deles e te mostrar como esses padrões são comuns a todos os seres humanos e como podem ser aplicados entre os colaboradores.

O benefício da felicidade 

Nesse experimento, as pessoas foram convidadas a analisar uma série de fotos em diferentes estados emocionais. O grupo de pessoas que estavam inseridas em um ambiente negativo, com psicológico fragilizado, não conseguiram processar todos os elementos contidos nas fotos, inclusive o plano de fundo.

Já as pessoas que estavam mentalmente saudáveis, com pensamentos positivos, conseguiram captar a foto por completo. Isso mostra como os nossos processos cognitivos e a percepção estão diretamente ligados às nossas emoções e ao ambiente que estamos inseridos.

O ponto de apoio e a Alavanca

Em um experimento realizado com camareiras, uma parte delas foram informadas sobre a quantidade calórica gasta durante todo o seu dia de trabalho, enquanto um outro grupo não foi informado.

Após alguns dias, as camareiras que sabiam da informação não só emagreceram como diminuíram a taxa de colesterol, enquanto a outra metade desinformada não teve nenhuma mudança.

Isso acontece devido à forma como olhamos e enfrentamos as situações do nosso dia a dia, nesse caso, o trabalho passou a ser uma atividade física, com um propósito maior envolvido.

De que forma você motiva os colaboradores de sua empresa? Como seus funcionários enxergam o emprego? Muito mais do que bater a meta do dia ou do mês é preciso que as pessoas visualizem no trabalho algum propósito maior.

O efeito tetris 

Nesse experimento várias pessoas passaram algumas horas do dia jogando tetris, que é um jogo eletrônico muito popular parecido com um quebra-cabeças. 

Após 3 dias de experimento, as pessoas passaram a enxergar os blocos dos jogos em todos os lugares e a exercitar a mente para possíveis estratégias de encaixe.

Nós condicionamos alguns processos mentais de percepção a buscar determinadas coisas, por isso é tão importante mentalizar os fatores positivos do nosso dia e as experiências agradáveis que nos ocorreram.

Encontre oportunidades nas adversidades

Os erros nos trazem maiores possibilidades de aprendizado. Devemos sempre buscar sair da zona de conforto e utilizar das adversidades para nos aprimorarmos.

O círculo do Zorro

Esse princípio é baseado no filme do Zorro, onde o personagem é colocado dentro de um círculo menor que está inserido em um círculo maior.

Como forma de treinamento, o discípulo preso no círculo menor é orientado a enxergá-lo como seu único mundo, ignorando o que há fora do círculo. Porém, o propósito maior é alcançado quando ele domina todos os círculos, inclusive os maiores, se tornando o Zorro.

Isso nos mostra como é importante visualizarmos além das nossas metas já pré-traçadas, buscar horizontes maiores e obter pensamentos grandes. Dentro das organizações, gratificar os colaboradores pelas suas conquistas é uma forma de incentivá-los a buscar metas maiores.

A regra dos 20 segundos

Nesse princípio, usamos um exemplo de um menino que queria aprender a tocar violão. Para pegar o violão diariamente, ele sempre gastava 20 segundos caminhando até seu quarto e até a retirada do violão. Esse pequeno esforço foi o que o fez desistir.

Na maioria das vezes procuramos sempre o caminho mais fácil, que requer menos esforço. Isso acontece com todos os seres humanos e é um dos fatores principais da procrastinação.

O investimento social

Duas amigas que estudavam em Harvard eram bem socializadas e animadas. Com os exames da faculdade chegando e a tensão das provas, uma das amigas encontrou um lugar reservado na biblioteca onde passara grande parte de seus dias estudando.

Com isso, sua vida social diminuiu muito e ela passou a trocar as saídas e interações com os grupos da faculdade para se dedicar aos estudos de forma isolada.

Ao contrário disso, a outra amiga buscou criar encontros e grupos para estudo, por meio de trocas, interações e tudo fluiu de forma muito mais saudável. Após 1 ano, a amiga que se isolou estava saturada com a pressão da instituição, enquanto a outra estava tranquila e bem adaptada à faculdade.

Esse último princípio talvez seja o mais importante sobre a psicologia positiva. Cada dia é maior o número de artigos e estudos que nos mostram os benefícios das relações interpessoais, principalmente em ambientes que envolvem pressões externas.

Conectar-se com pessoas é uma forma de trocar conhecimento. Quanto maior interação e socialização entre uma equipe maior será o engajamento e a produtividade.

O LinkedIn é uma ótima ferramenta de interação para quem está inserido no mercado e para empresas que buscam aumentar a integração de suas equipes.

Outra forma de trocar conteúdo, desenvolver projetos e exercitar esse sétimo princípio da felicidade é por meio dos sites pessoais e blogs. Para criar um espaço personalizado na internet, ou seja, um site ou blog pessoal, basta comprar um bom serviço de hospedagem de site e domínio e começar a produzir conteúdo.

Uma dica importante para quem está começando, é buscar por hospedagem de sites nacional, pois o custo benefício é sempre melhor e o suporte também.

A importância da psicologia positiva nas empresas

Para se manter relevante no mercado, as empresas precisam investir de forma inteligente e estratégica no desenvolvimento dos colaboradores.

Todas as potencialidades de cada um e habilidades estão diretamente ligadas ao estado emocional da pessoa. Quando entendemos que as características psicológicas é o que rege todo o nosso desempenho, finalmente entenderemos a importância da psicologia positiva.

A cultura organizacional das empresas que buscam ascensão no mercado e maiores resultados precisam estar alinhadas a estratégias positivas e que comprovem resultados.

A psicologia positiva é justamente sobre focar no que funciona, ressaltar o positivo e melhorar a futuro dos colaboradores e da empresa.

Conclusão

Direcionar o foco das empresas para gestões mais integradas com a psicologia é fundamental. Ressaltar os aspectos positivos da vida humana nunca foi tão necessário. Você já ouviu a expressão: “meio copo vazio ou meio copo cheio?”

Essa metáfora é um grande exemplo de tudo o que falamos aqui, pois a psicologia positiva é justamente sobre como iremos interpretar as situações da vida.

Algumas pessoas dão mais atenção à parte vazia de um copo enquanto outras visualizam sempre a parte que está cheia. Nesse segundo caso, estamos falando sobre pessoas positivas e otimistas que com certeza praticam os ensinamentos da psicologia positiva.

Foto de capa de cottonbro no Pexels

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia