Cingapura elimina notas entre alunos e diz: “aprender não é uma competição”.

Resiliência Humana

Cingapura é, entre as cidades da Ásia, a que mais valoriza a educação e também a que mais prosperou nos últimos tempos.

Apesar de pequena, tem grandes projetos sociais e educacionais, e segue com responsabilidade um sistema educacional que é um dos melhores do mundo.

Recentemente, o ministro da Educação de Cingapura, Ong Ye Kung, começou a instalar grandes mudanças no sistema educacional para mostrar aos alunos que o aprendizado não é uma competição.

Reforma da educação de Cingapura

Sob o novo sistema, os alunos serão classificados de acordo com amplas faixas de desempenho. Os boletins não incluirão mais a posição do aluno em relação à classe, notas reprovadas e notas da disciplina.

Isso faz parte de uma tentativa de minimizar a competição e de priorizar o conhecimento, ou seja, retirar a ênfase excessiva nas notas e passar a medir o nível de realização de uma criança, sem que para isso, tenha que haver uma comparação com seus colegas.

Em um discurso para cerca de 1.700 líderes escolares desta semana, Ong disse:

“Eu sei que entrar em primeiro ou segundo lugar, na classe ou no nível, tem sido tradicionalmente um reconhecimento orgulhoso das realizações de um aluno.

Mas remover esses indicadores será por um bom motivo, para que a criança entenda desde jovem que o aprendizado não é uma competição, mas uma autodisciplina que eles precisam dominar para a vida toda”.

Foto: Alamy

O Ministro da Educação disse que os professores continuarão a reunir informações sobre o aprendizado dos alunos por meio de discussões, trabalhos de casa e questionários.

“Este é um período em que o sistema educacional está passando por reformas significativas, não por uma única medida, mas por todo um pacote de medidas que implementamos sistematicamente ao longo do tempo. Nesse sistema, seremos capazes de preparar melhor nossos filhos para a futuro “, disse Ong.

“Eles podem se concentrar em suas próprias realizações, em vez de serem comparados a outros”, acrescentou.

Parabéns ao Ministro da Educação de Cingapura, que possamos seguir o exemplo!

*Iara Fonseca para REDAÇÃO RH. Com informações de Sunny Skyz.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia