Ciência diz que acariciar seu gato ou cachorro pode aliviar o estresse em poucos minutos

Resiliência Humana
cachorro

Ciência diz que acariciar seu gato ou cachorro pode aliviar o estresse em poucos minutos

Os pesquisadores descobriram evidências de que o tempo de brincar pode ser profundamente benéfico para animais de estimação e seus donos.

Por Zee Krstic 16 de julho de 2019

Usando estudantes estressados como sujeitos de teste, pesquisadores da Washington State University descobriram novas evidências que acariciar cães e brincar com gatos podem ser muito mais benéficos para a psique humana do que se pensava.

Suas descobertas, publicadas na revista AERA Open no início deste mês, concluíram que programas públicos nos quais animais de estimação são usados ​​como apaziguadores do estresse (como os de universidades) são bem-sucedidos em fazer as pessoas ficarem mais calmas em apenas 10 minutos.

“Apenas 10 minutos podem ter um impacto significativo”, disse Patricia Pendry, professora associada do Departamento de Desenvolvimento Humano da WSU, em um comunicado à imprensa.

“Os estudantes de nosso estudo que interagiram com cães e gatos tiveram uma redução significativa no cortisol, um hormônio importante do estresse”.

O estudo, que foi o primeiro realizado em uma situação da vida real e não em um laboratório, dividiu quase 250 estudantes universitários em quatro grupos.

Foi permitido ao primeiro grupo acariciar e brincar com gatos e cães em um pequeno grupo por 10 minutos – mas o segundo grupo foi instruído a observar outras pessoas acariciando os animais enquanto esperavam na fila para fazê-lo.

cães-acariciar-estresse

O terceiro grupo foi simplesmente mostrado apresentações de slides dos mesmos animais, enquanto o quarto grupo não acariciou os animais; eles foram instruídos a esperar 10 minutos sem telefones ou outros estímulos, mas receberam instruções de que logo brincariam com animais de estimação.

Os pesquisadores coletaram várias amostras de cortisol salivar de cada um dos participantes do estudo, sendo a primeira coletada pela manhã depois de acordarem.

Depois de comparar amostras entre os grupos e dentro do cronograma das experiências do dia, os pesquisadores descobriram que os estudantes que tiveram a chance de brincar com os animais tiveram significativamente menos cortisol na saliva posteriormente.

Esses resultados permaneceram verdadeiros, mesmo se os alunos tivessem níveis muito altos ou muito baixos de cortisol, observa o estudo.

“Nós descobrimos que interagir com os animais ajuda a experimentar emoções mais positivas”, disse Pendry.

“Mas o que queríamos aprender era se essa exposição ajudaria os alunos a reduzir o estresse de uma maneira menos subjetiva. E foi emocionante, porque a redução dos hormônios do estresse pode, com o tempo, trazer benefícios significativos para a saúde física e mental.”

Sua equipe continua seu trabalho sobre o assunto, conduzindo um programa de prevenção de estresse assistido por animais, durante quatro semanas, enquanto registra suas descobertas, e os pesquisadores dizem que resultados de estudos recentes confirmam suas descobertas iniciais até agora.

*DA REDAÇÃO RH. Traduzido e adaptado do Martha Stewart

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia