Chega uma hora que você só quer estar sozinho

Iandê Albuquerque

Chega uma fase da vida que você só quer estar sozinho e apreciar a calmaria de estar com a sua própria companhia. Você não quer bagunça, não quer estresse, não quer perder tempo com gente mal resolvida.

Chega uma hora que você só quer ficar na sua, porque as pessoas cansam, e em algum momento você se cansa de se importar tanto também.

É bem melhor colocar suas séries em dia que tentar ser relevante pra alguém que pouco se importa pro que você sente. É melhor cuidar das plantas, ler um livro novo, assistir alguns desses vídeos engraçados durante a madrugada. É melhor você acordar, olhar pela janela e pensar no quão grande o mundo é, e você precisa provar muitos sabores e lugares ainda. Sozinho. Porque não existe problema em estar só.

Você pode sair de si quando de vez em quando, mas com a certeza de que é pra lá que você tem que voltar quando o outro for embora. Porque quando você reconhece que você mesmo é o seu abrigo, nunca mais você se abandona pra insistir em entrar na vida de ninguém.

Eu por exemplo, não desisti de encontrar alguém interessante, alguém pra rir dos meus desastres e provar os meus gostos mais estranhos, alguém pra contar sobre os seus planos e dividir comigo suas frustrações, alguém que eu pense antes de dormir e desperte no dia seguinte desejando que acorde tão bem quanto eu. eu não desisti do amor, muito menos de encontrar alguém que eu consiga enxergar afeto.

Eu só não procuro mais esse alguém. Porque pra mim não é mais uma necessidade. se tiver que encontrar, tudo bem. Se não, eu tô bem sozinho também.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Iandê Albuquerque
Sou recifense, 24 anos, apaixonado por cafés, seriados e filmes, mas amo cervejas e novelas se houver um bom motivo pra isso. Além de escrever em meu blog pessoal e por aqui, escrevo também no blog da Isabela Freitas, sou colunista do Superela e lancei o meu primeiro livro em Novembro de 2014 pela Editora Penalux. .