Centauro oferece emprego a garoto após um desconhecido comprar par de calças para ele

Mais do que um par de calças, Sidmar acabou ganhando um emprego na loja!

Resiliência Humana

Por: Jéssica Souza

Quem imaginaria que um par de calças mudaria a vida de um garoto de 16 anos? Conheça a história do professor universitário Murilo Matos Mendonça, 50 anos, de Florianópolis (SC), que comprou um par de calças na loja Centauro para o garoto Sidmar, que vendia doces na porta de um restaurante e tinha o desejo de ter uma calça para ir à escola. Além da calça, Sidmar ganhou um emprego na própria Centauro!

No dia 20 de maio, Murilo publicou em seu Facebook a sua história com o garoto. Na publicação, ele mostra o desfecho maravilhoso que a compra de um par de calças teve na vida deles. A intenção era ajudar o Sidmar a não passar o inverno sem uma calça.

Conversamos com o professor e descobrimos como muitas pessoas foram importantes para transformar essa compra em algo maior, do SAC da Centauro ao gerente da loja.

“Hoje, finalmente, conseguimos compreender o quanto vale um par de calças“, diz um trecho da publicação.

Como tudo começou

No dia 23 de março, num sábado, Murilo foi almoçar num restaurante de um bairro nobre de Florianópolis. Como de costume, à porta do restaurante estava o garoto Sidmar com o seu tabuleiro de doces.

“Ofereceu-me. Declinei. Perguntou-me se eu não teria, então, um trocado que ele estava guardando para comprar uma calça. Eu disse que não. Entrei no restaurante, me arrependi, voltei e dei-lhe um trocado. Ele ficou muito agradecido. Almocei e ele ainda estava ali por perto. Resolvi conversar, me interessar por sua história, olhar nos olhos e ouvir”, relatou Murilo.

Sidmar contou para Murilo que estava guardando dinheiro para comprar uma calça para ir à escola no frio. Ele mora em Palhoça, município vizinho, e vende doces na rua de segunda a sábado. Sidmar também contou que estuda no 6º ano à noite, pelo programa EJA (Educação de Jovens e Adultos) e que a mãe está desempregada e tem mais dois irmãos mais novos.

“Ele disse que já tinha olhado uma calça “de esporte” e estava poupando para comprá-la. Despedi-me e desejei-lhe boa sorte. E fui ao Beiramar Shopping, ali perto”, disse.

Foi quando, mais tarde, novamente Murilo encontrou o garoto no shopping. “Avistei-o ao longe, entrando na Centauro, e fui lá, observar sem ser visto, por detrás de uma coluna. Ele estava justamente na seção de calças, sendo atendido por uma vendedora bem jovem também. Olhou uma e outra e saiu de mãos vazias e isso partiu o meu coração.”

Murilo foi até o garoto e ele contou que ainda não tinha juntado o suficiente para comprar a calça “de esporte”.

“Perguntei quanto que ele tinha e completei o que faltava, pois não foi difícil calcular que o inverno iria passar e ele não teria conseguido juntar a quantia necessária. Ele me disse que não sabia como me agradecer. Respondi que não havia nada, absolutamente nada a agradecer. E foi só depois que me dei conta de que, apesar de sempre o ver à porta do restaurante, eu nunca havia comprado um doce dele”, ponderou.

Pós-compra

Murilo relatou ao Razões que nunca imaginaria que esta história chegaria num final incrível como este! No dia seguinte ao da compra do par de calças, dia 24 de março, num domingo, Murilo enviou uma mensagem ao SAC da Centauro.

“Eles já me responderam, demonstrando que leram minha mensagem com atenção. Não foi uma resposta protocolar. Percebia-se que quem lera minha mensagem, o havia feito com atenção e respondeu-me de forma personalizada. Isto, por si, já me surpreendera e muito!”, disse.

Confiram a resposta da Centauro na íntegra:

“Olá Murilo,

Boa tarde, tudo bem? eu espero que sim \o/

Eu li o e-mail com toda calma e tranquilidade, e sério, fiquei impressionado com esse ato generoso que você fez, por pessoas assim que acredito que podemos espalhar o amor no mundo com gestos simples, mas que com certeza fazem a diferença na vida de alguém.

Murilo eu deixei a sua solicitação registrada, iremos verificar com o time de marketing e se possível poderemos sim dar um presente de bom grado para esse menino que com certeza tem uma paixão pelo esporte dentro dele.

Agradeço de coração pela sua sugestão e empatia pelo próximo, pois buscamos cada vez mais estar próximos de nossos clientes, e de alguma forma levar a vocês boas experiências.

Conte com nosso time, tenha uma excelente semana.

O protocolo deste atendimento é: CE2019032506627

Gabriel

Time de Atendimento Centauro”

Após o retorno da Centauro, passou-se uma semana e Murilo não teve mais retorno. Ele havia acreditado que o assunto tinha finalizado alí, no e-mail mesmo.

Leia também: Menina comemora aniversário no McDonald’s e fica encantada por atendimento de jovem funcionário

“Mas logo percebi ter-me enganado redondamente. Ao encontrar o Sidmar dias depois à porta do restaurante, ele me disse que a então diretora de compras da Centauro, Eliana, do Beiramar Shopping, tinha conversado com ele para confirmar a veracidade da história que eu havia enviado ao SAC. E dali em diante, uma corrente do bem estava formada!”, lembra.

Foto tirada no dia 11 de junho. Sidmar muito feliz com o novo emprego!

Emprego na Centauro

No dia 20 de maio, Sidmar foi contratado pela Centauro! Ele foi recebido com balões, cartazes de boas-vindas e dois pacotes de presentes: um da equipe de colaboradores da loja Centauro do Beiramar Shopping e outro dos colaboradores do SAC da Centauro em São Paulo.

“Uma teia de afeto foi sendo tecida pelas equipes da Centauro de Florianópolis e de São Paulo e esforços não foram medidos para superar todos os obstáculos burocráticos. Antes de iniciar seu trabalho na loja, frequentou o curso preparatório do CIEE/SC (Centro de Integração Empresa Escola de Santa Catarina). Aliás, ele foi contratado por meio do programa Jovem Aprendiz, devido à idade que ele tem”, comemora Murilo.


Parabenizamos o Murilo e toda a equipe da Centauro por esse gesto encantador e que transformou a vida do garoto Sidmar! E aí, bora encantar?

crédito das fotos: Murilo Matos Mendonça

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia