Catador ganha transformação após pedir lâmina de barbear a sertanejo e finalmente encontra a família!

Nem parece a mesma pessoa! O seu João, que é catador de recicláveis e vive há anos nas ruas, virou um galã depois da transformação que ganhou do cantor sertanejo Alessandro Lobo.

Mais que isso: depois do banho de loja e da repercussão das fotos, ele foi reconhecido pela família, que o procurava há 10 anos – olha como uma coisa boa puxa outra.

João Coelho Guimarães, de 45 anos, passou na semana passada na loja do artista – da dupla César e Alessandro – a Padoo Moda Masculina e Barbearia, em Goiânia.

O pessoal perguntou se ele estava com fome e se queria uma refeição, mas se surpreendeu com o pedido do homem. Ele queria apenas uma lâmina para fazer a barba.

Comovido, Alessandro Lobo, proprietário do estabelecimento, ofereceu um banho de loja para o seu João Coelho, com barba, cabelo, bigode e roupas novas.

“Foi muito espontâneo. Quando ele revelou o pedido, a gente realizou uma transformação. Fizemos barba, cabelo e bigode. Depois, demos um blaser, três camisas, uma calça jeans e um sapato, para ele poder procurar um emprego, ou algo melhor para ele. Deu para notar a felicidade em que ele ficou”, disse o artista e empresário ao MaisGoiás.

Outra pessoa

Quando terminou a transformação, João nem parecia o mesmo homem. Ele não se reconheceu no espelho.

Alessandro contou que o homem não fala muito, mas saiu de lá agradecendo por tudo e todos se emocionaram com o resultado na loja.

“O olhar de felicidade dele não tem preço”, afirmou.

Família localizada

O que ninguém imaginava era que a transformação, dada de coração, poderia mudar a vida do seu João.

Ele era procurado pela família há 10 anos e a irmã dele o reconheceu depois da repercussão da história na imprensa.

Maria Guimarães mora em Brasília, no Distrito Federal e entrou em contato com a loja que ofereceu a transformação para tentar marcar um reencontro com o João.

Uma história linda que terá em breve um novo capítulo emocionante.

Empatia

O artista e empresário disse que a boa ação fez ele perceber o quanto as pessoas necessitam de um olhar humano, uma com as outras.

“Muitas pessoas estão passando por problemas muito piores que os nossos e que nós não fazemos ideia. A pandemia fez muitas pessoas sairem de suas zonas de conforto”, concluiu.

*DA REDAÇÃO RH. Com informações SNB e Mais Goias.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia