Carta para os que sentem demais

Bruna Cosenza

Carta para os que sentem demais

Ei, você que só de ler esse título já sentiu seu coração vibrar um pouco diferente, você mesmo, sente-se aqui e vamos falar um pouco sobre sentir, ou melhor, sobre sentir demais.

Como já dizia a grande Clarice: “Se eu errar que seja por muito, por amar demais, por me entregar demais, por ter tentado ser feliz demais.”

Acredito que você já tenha se culpado várias vezes por sentir demais, e isso te fez sofrer muito, é verdade, mas vamos tentar pensar um pouco em como sentir demais te faz uma pessoa incrível.


Primeiro de tudo, se você sente demais, meus parabéns. Em um mundo como o nosso, poucas pessoas têm a coragem de ser como você. É tão mais fácil não se apegar a nada, não criar raízes muito profundas com ninguém. Então, se você é daqueles que mergulha nos seus sentimentos, isso é admirável.

Essa carta é para todos vocês, com corações enormes e sentimentos exuberantes.

Essa carta é para você que não gosta de nada pela metade, porque só pessoas inteiras são capazes de te preencher.

Essa carta é para você que encontra respostas em olhares demorados, e é capaz de retribui-los com a mesma intensidade com que eles te atingem.

Essa carta é para você que quando está apaixonado, simplesmente está apaixonado e ponto final. Não tem “mas” nem “porém”, só tem paixão gritando mais alto do que qualquer coisa.

Essa carta é para você que quando acredita em um sentimento, não desiste nem por decreto, mesmo que isso te leve para o fundo do poço.

Essa carta é para você que valoriza, acima de tudo, uma conexão, porque atrações físicas existem aos montes todos os dias, mas conexões de alma são cada vez mais raras.

Essa carta é para você que sempre coloca a emoção acima da razão e, todas as vezes, pensa como ser racional poderia ter te poupado de sofrimento. Mas essa carta é justamente para você que não se arrepende, e tem certeza de que faria tudo de novo.

Essa carta é para você que não desiste primeira, nem de segunda, nem de terceira, mas que também chega a um ponto em que desiste do outro para persistir em si próprio. Porque você sabe que tudo o que estava ao seu alcance foi feito, mas que para funcionar à dois, é preciso mais do que um.

Essa carta é uma tentativa de acalentar todos os corações que se despedaçaram depois de tentarem e não terem saído do lugar. Mas também é para aqueles que tentaram e conseguiram, mesmo que não tenha sido por tempo o suficiente. Porque coração que ama demais sempre quer mais.

Essa carta é para que você saiba que sentir demais é difícil mesmo, mas é o que te torna realmente especial. Mais do que sentir, o verdadeiro desafio é ter a coragem de lutar por um sentimento, de se declarar dez vezes para a mesma pessoa, ou toda vez para um amor diferente.

Essa carta é para você que transborda. É para você que não se contenta com menos, porque sua alma sempre grita por mais. Essa carta é para você saber que tem muitas outras pessoas transbordando por aí e que, para elas, assim como para você, o que faz da vida essa incrível caminhada é que ela deve ser muito mais sentida do que pensada.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Bruna Cosenza
Bruna Cosenza é paulista e publicitária. Acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. É autora do romance "Lola & Benjamin" e criadora do blog Para Preencher, no qual escreve sobre comportamento e relacionamentos do mundo contemporâneo.