Campanha pede mais corpos masculinos reais na publicidade

Resiliência Humana

Por: Gabriela Glette

De poucos anos para cá, o mundo – felizmente, começou a desconstruir estereótipos de beleza, discutindo sobre a ditadura da magreza e juventude e, inclusive, estabelecendo certos limites em relação aos programas de edição de imagens, responsáveis por estampar corpos irreais nas capas de revistas. Entretanto, esta discussão se faz muito mais presente no universo feminino, do que no masculino. Chegou a hora de mostrar corpos masculinos reais na publicidade e, é exatamente isso que a campanha ‘Men of Manual’ vem pedindo.

Encabeçada pela Manual – organização focada no bem-estar e na saúde mental dos homens e sediada no Reino Unido, a campanha é um claro pedido para que a publicidade substitua corpos masculinos perfeitos e barriga tanquinho, por pessoas reais, já que padrões de beleza só criam angústia e trazem malefícios à saúde mental.


Dos oito homens escolhidos para a campanha, estão o ativista transgênero Kenny Ethan-Jones, o modelo plus size Ben Whittaker e Bashir Aziz, que tem vitiligo. Apesar de estar em voga um certo empenho em criar campanhas publicitárias com pessoas reais, muitas ainda não representam a maior parcela da população. George Pallis – co-fundador da Manual, afirma que 80% das pessoas dizem que as propagandas não são representativas e a partir desta constatação, o objetivo da campanha é : “Melhorar o bem-estar mental e físico dos homens em todos os lugares”.

https://www.instagram.com/menofmanual/





COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia