Câmera captura menino exausto depois de trabalhar para ajudar a mãe

Resiliência Humana
camera-captura-um-menino-exausto-depois-de-trabalhar-para-ajudar-sua-familia

Câmera captura um menino indonésio exausto depois de trabalhar para ajudar a mãe.

O trabalho infantil é absolutamente proibido em muitos países, porém a realidade é diferente. Segundo a mídia local, o nome deste menino é Rehan, ele tem 9 anos e trabalha todos os dias fantasiado para ajudar a família. O dinheiro que ganhou nesse dia, ele usou para comprar em um pacote de arroz.

Os números da UNICEF são chocantes: 151,6 milhões de crianças são vítimas de trabalho infantil e exploração no mundo todo. Metade representa as piores formas de trabalho, como “escravidão, tráfico, trabalho forçado ou recrutamento para conflitos armados”. Esta é uma imagem infeliz que, embora aparentemente não afete sua integridade, está privando-o de infância normal.

Rehan, tem 9 anos e foi flagrado descansando, exausto depois de um dia de trabalho, disfarçado de gato. Não se sabe se ele é forçado a trabalhar, o que é muito provável, porém, se ele não tem o que comer em casa, ele deve se sentir sem saída, ou trabalha, ou não come.

Falta comida na casa dele, e com o dinheiro que ganhou, eles puderam comprar um pacote de arroz.

trabalhar
Instagram @rhmadii

A história de Rehan foi contada através das redes sociais, especificamente no Instagram, onde um usuário relatou a triste realidade do garotinho. Aqui deixamos parte do testemunho:

“Todos os dias Rehan tem que se levantar cedo pela manhã para que os funcionários de escritórios e residentes de Jalan Gatot Subroto possam testemunhar a atração… Para algumas pessoas, a atração do palhaço de rua apresentada por Rehan é considerada eficaz para se livrarem do tédio, no meio da movimentada rua Gatot Subroto. No entanto, tem algumas coisas importantes que eles esqueceram.

Os programas que consideram atrativos são, na verdade, realizados por menores, inclusive na categoria de exploração infantil. De acordo com a confissão de Rehan, sua decisão de se tornar um palhaço de rua foi baseada em razões financeiras para que ele pudesse atender às suas necessidades diárias. A mãe dele, faz alguns bicos e só consegue arrecadar dinheiro para pagar o aluguel.”

–Disse a publicação onde se fala de Rehan–

Muitas pessoas dirão que o trabalho não é ruim, que não há problema em ajudar os pais. E eles estão corretos! Mas, nesse sentido, o UNICEF é claro ao diferenciar uma ajuda, do trabalho infantil.

Trabalho infantil refere-se a crianças menores de 12 anos que são obrigadas a trabalhar em qualquer atividade econômica, geralmente submetidas às piores formas de trabalho, vinculadas à exploração, recrutamento forçado, tráfico, atividades ilegais e exposição a perigos.

O trabalho doméstico, a colaboração com os pais, trabalhos leves que não afetam muito a saúde e a educação da criança, não representam de todo um mal.

trabalhar1
Instagram @rhmadii

Ele também foi capturado com outros trajes, mas com o mesmo rosto, cansado. Ele não suporta o trabalho, mas a recompensa em dinheiro é mais forte.

O fornecedor de fantasias também oferece várias opções de cabeças de bonecos projetadas para se parecerem com personagens de desenhos animados, desde Dora, a Exploradora, até Bob Esponja Calça Quadrada. “Minha mãe escolhe,”Rehan disse enquanto enxugava o suor que escorria de suas pálpebras.

Todos os dias, Rehan sai de manhã bem cedo, antes mesmo do sol da manhã brilhar (…) ele quer reservar um tempo à tarde para jogar futebol em casa.

Quando questionado se ele e sua mãe estão confortáveis ​​com sua profissão atual, Rehan disse que estava feliz em poder ajudar sua mãe com dinheiro. No entanto, Rehan não nega que às vezes se sente cansado porque tem que caminhar 10 km de casa.”

Assim como o pequeno Rehan, existem centenas de milhões de crianças que precisam trabalhar no mundo. Cabe a todos acabar com esse mal, ajudando uns aos outros, doando o que é possível, dando a mão para mulheres como essa mãe que não tem como alimentar seus filhos.

*DA REDAÇÃO RH. Com informações UPSOCL.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia