Brasileiro é o mais novo membro de sociedade científica com cerca de 200 prêmios Nobel

O neurocientista brasileiro Fabiano de Abreu é o mais novo membro da Sigma Xi, sociedade científica que possui 200 figuras ilústres que já conquistaram o prêmio Nobel.

Fabiano foi eleito o mais novo membro da sociedade internacional em ciência, Sigma Xi, a mais restrita e honrada associação de cientistas do mundo, que conta com 200 prémios Nobel de diversas áreas do conhecimento.

A Sigma XI é uma das mais importantes sociedades de honra em ciência e engenharia no mundo, com sede na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Essa é uma enorme conquista para o Brasil, que coloca o nosso país em evidência.

Fabiano é um pesquisador incansável e diz que a sua grande realização e fazer a sua parte em prol da sociedade:

“Eu faço pesquisas o tempo inteiro, por alguns motivos, entre eles, a curiosidade excessiva e a vontade de fazer a minha parte em prol da sociedade. Desde criança eu quero entender as coisas, saber o real motivo, vou em busca até encontrar a raiz da questão. Por exemplo, ao estudar neurociências, eu não me contentava em conhecer os neurotransmissores, eu tinha que chegar às partículas elementares que formam a substância”, confessou ele.

A sua grande motivação é comprovar teorias que possam beneficiar as pessoas:

“Eu pensei em algumas coisas e me debrucei para comprovar o meu pensamento, não apenas para mim, mas para alertar as pessoas. E eles foram se comprovando. É uma percepção lógica que precisa tomar a decisão de decifrar com argumentos que comprovem e que beneficie a todos”, assinala o mais novo membro da Sigma Xi, a mais restrita associação de cientistas do mundo.

A Sigma XI é uma sociedade sem fins lucrativos que possui atualmente cerca de 100 mil membros, sendo 200 prêmios Nobel. Durante os seus mais de 120 anos, a sociedade se dedicou a integrar pesquisas e descobertas de diversas áreas do conhecimento, além de reunir recursos para patrocinar programas de apoio à ciência e incentivar jovens pesquisadores.

O Brasil ganha mais um representante nessa sociedade científica e essa conquista abre espaço para que outros brasileiros possam se empoderar e mostrar os seus estudos ao mundo.

O brasileiro é resistente e corajoso, ele pode e deve ocupar todos os lugares.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Fabiano de Abreu Rodrigues, PhD, neurocientista, neuropsicólogo, biólogo, historiador, jornalista, psicanalista com pós em antropologia e formação avançada em nutrição clínica. PhD e Mestre em Ciências da Saúde nas áreas de Psicologia e Neurociências pela EBWU na Flórida e tem o título reconhecido pela Universidade Nova de Lisboa; Mestre em Psicanálise pelo Instituto e Faculdade Gaio/Unesco; Pós Graduação em Neuropsicologia pela Cognos em Portugal; Pós Graduação em Neurociência, Neurociência aplicada à aprendizagem, Neurociência em comportamento, neurolinguística e Antropologia pela Faveni do Brasil; Especializações avançadas em Nutrição Clínica pela TrainingHouse em Portugal, The electrical Properties of the Neuron, Neurons and Networks, neuroscience em Harvard nos Estados Unidos; bacharel em Neurociência e Psicologia na EBWU na Flórida e Licenciado em Biologia e também em História pela Faveni do Brasil; Especializações em Inteligência Artificial na IBM e programação em Python na USP; MBA em psicologia positiva na PUC. Membro da SPN – Sociedade Portuguesa de Neurociências – 814; Membro da SBNEC – Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento – 6028488; Membro da FENS – Federation of European Neuroscience Societies – PT 30079; Contato: [email protected]

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.