Brad Pitt fala sobre sobriedade, Alcoólicos Anônimos: ‘Eu acabei com os meus privilégios de beber’

Resiliência Humana

Brad Pitt fala sobre sobriedade, Alcoólicos Anônimos: ‘Eu acabei com os meus privilégios de beber’

Por Maeve McDermott

Com papéis principais em dois dos maiores filmes de 2019, “Era uma Vez em Hollywood” e “Ad Astra”, Brad Pitt falou ao New York Times sobre uma experiência particularmente catártica que contribuiu para sua saúde e sucesso este ano, quando ele deixou de beber e começou a ir às reuniões dos Alcoólicos Anônimos.

“Eu levei as coisas a sério o máximo que pude, então removi meus privilégios de beber”, disse ele, antes de elogiar seu grupo de AA, que era composto apenas por homens.

“Você tinha todos esses homens sentados ao redor, sendo abertos e honestos, de uma maneira que nunca ouvi. Era esse espaço seguro onde havia pouco julgamento e, portanto, pouco julgamento de si mesmo, que me senti confortável”.

Apesar de seu status de uma das estrelas de cinema mais reconhecidas de Hollywood, Pitt compartilhou que ninguém em seu grupo vendeu suas histórias – contadas aos outros membros em sigilo – aos tabloides.

“Foi realmente muito libertador apenas expor meus lados sombrios”, disse ele. “Há um grande valor nisso”.

Em outra parte da entrevista, Pitt falou sobre seu desconforto com o status de superestrela do início de sua carreira, dizendo que sua vida não era “a loteria que aparecia do lado de fora”.

“Nos anos 90, toda essa atenção realmente me chamou a atenção”, disse ele. “Foi realmente desconfortável para mim a cacofonia de expectativas e julgamentos. Eu realmente me tornei um eremita e apenas me esqueci do esquecimento.”

Com o tempo, Pitt diz que ganhou uma perspectiva de como lidar com seu status aos olhos do público.

“Esses pensamentos duvidosos, a tagarelice mental, o rato no crânio – isso é comédia”, acrescentou. “É ridículo que nos batamos dessa maneira. Não importa. Passei muita vida lutando com esses pensamentos, ou sendo amarrado a esses pensamentos, ou enjaulado por esses pensamentos.”

O grande ano de Pitt segue um período de turbulência para a estrela. Ele se separou da ex-esposa Angelina Jolie em setembro de 2016 e foi acusado, e depois liberado, de abuso infantil, com os papéis do divórcio de Jolie citando a “saúde de sua família” como o motivo da separação.

Falando à GQ em 2017 por seu primeiro papel importante desde a notícia de seu divórcio, Pitt compartilhou que estava sóbrio, brincando que no seu auge ele podia “beber um russo debaixo da mesa com sua própria vodka”.

“Quero dizer, temos uma vinícola. Gosto muito de vinho, mas acabei tendo que deixar ela de lado. Tive que me afastar por um minuto”, disse ele. “Eu era profissional. Eu era bom.”

*Via USA DAY. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia