Virtudes como a bondade, a paciência e a gentileza, podem ser adquiridas ao longo da vida, e são elas que nos inspiram a verdadeira felicidade.

A maioria das pessoas que já desenvolveram essas virtudes, já conseguiram reconhecer as suas qualidades e os seus defeitos, com isso, elas passaram a ser gratas pelas lições que a vida envia em forma de experiências.

Reconhecer o bom da vida, e decidir aprender com todas as situações, boas e ruins, geram frutos que fazem florecer a maturidade em nós.

Quem ainda não conseguiu atingir esse nível de amadurecimento pessoal, acaba sendo controlado pelas suas vulnerabilidades e não sabem valorizar as qualidades da vida, do outro, nem as suas próprias.

Você se critica, se culpa, julga, fala mal de si mesmo (a), dos outros e não trabalha para melhora isso tudo. Procrastina, se autossabota, se diminui para caber onde não é o seu lugar, aceita migalhas e recebe bem menos do que você merece.

Para viver uma vida plena, você precisa começar a olhar para as suas virtudes e para as suas qualidades e admitir para si mesmo (a) que elas existem, desse modo, você poderá oferece-las ao mundo com o seu amor.

Todo mundo tem virtudes, todo mundo tem qualidades. Você pode não conseguir ver valor nenhum em uma pessoa, mas com certeza ela tem, e para alguém, ela é boa.

Você precisa abandonar essa versão de si mesmo (a) que foca apenas nos pontos fracos, seus e dos outros, que só consegue enxergar o lado negativo da vida, e desapegar dessa casca que não serve mais, que te prende a uma forma de ser endurecida, e escravizada pela dor.

Tudo vai ser melhor quando você decidir abandonar os velhos pensamentos, as ideias limitantes e se permitir valorizar a sua fortaleza interior.

Um mundo novo vai se abrir para você quando você decidir deixar morrer o que te limita e se permitir renascer para um novo dia com um olhar mais generoso para si mesmo(a). Quando você deixar ir os antigos costumes que te levaram a colecionar resultados negativos no decorrer da sua vida.

O que você precisa abandonar e abrir mão para viver uma vida feliz?

Quais são os comportamentos, pensamentos, sentimentos, mágoas, ressentimentos que te paralisam? Que te prendem as dores do passado.

Quais são as queixas que te consomem e que não deixam você enxergar a beleza e as bençãos que há na sua vida?

Reconheça hoje, tudo o há de bom em sua vida.

Comece a trilhar o seu caminho com bondade, generosidade e paciência para se tornar uma pessoa mais madura. Essas e outras virtudes, podem sim, ser adquiridas ao longo da vida e são elas que revelam a maturidade da sua alma.

Se abra para o amor, se respeite, se valorize!

Você só está aqui hoje por causa de tudo o que você viveu. Pratique a bondade, a paciência e a generosidade, e traga também suas outras virtudes, as suas potencialidades. Reconheça também no outro o que ele tem de melhor, seus pontos fortes e reconheça o sagrado que existe em cada um de nós.

Pratique as meditações diárias no @julianavasilian, limpe as suas memórias de dor através da prática do H’ooponopono e comece a ter resuldados diferentes, fazendo coisas diferentes, porque se você permanecer igual, tudo permanecerá exatamente igual também.

REPITA COMIGO: “EU SINTO MUITO, EU SINTO MUITO, POR FAVOR ME PERDOE, SOU GRATA”.

O Ho’oponopono faz pequenos e grandes milagres o dia inteiro!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Juliana Vasilian. Visite o seu Instagram @julianavasilian e o seu canal no Youtube Juliana é terapeuta transpessoal, especialista em Desenvolvimento Humano – Devolvendo o SORRISO DA ALMA
+ de 1000 transformações diárias. CLICA AQUI NESSE LINK PARA SE CONECTAR COM ELA.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Especialista em Desenvolvimento Humano Devolvendo o SORRISO DA ALMA + de 1000 transformações diárias Se permita olhar para si