Benefícios do amor na saúde

Resiliência Humana

Apaixonar-se é uma das melhores sensações que existe. Sentir aquele famoso frio na barriga e um certo nervosismo ao ver a pessoa amada, compartilhar momentos agradáveis. Tudo isso é ótimo para a saúde emocional, física e mental. Veja a seguir o que o amor faz pela saúde.

Amor e saúde, um complementa o outro.

Além da felicidade que o amor pode produzir em uma pessoa, médicos e cientistas demonstraram mediante vários experimentos que os apaixonados tendem a ficar doentes com menos frequência e têm uma recuperação mais rápida caso adoeçam.

O amor ajuda a manter o estado de felicidade e segurança emocional, traz um sentimento de importância mútua, além de produzir outros efeitos secundários positivos na saúde.

Alguns hormônios atuam predominantemente no corpo dos apaixonados e falaremos sobre cada um deles a seguir:

A feniletilamina é conhecida como “hormônio da paixão” e está ligada a uma sensação de bem estar, felicidade, acolhimento e importância na vida do parceiro. Esse composto também nos proporciona a sensação de borboletas no estômago que acontece quando vemos ou pensamos na pessoa da qual gostamos.

O “hormônio da paixão” também está ligado à produção de estrogênio nas mulheres e testosterona nos homens, tornando-os mais atraentes um para o outro e mais disponíveis para o sexo. Na mulher esse efeito é visível na aparência dos cabelos, pele e unhas, enquanto que nos homens os traços de virilidade ficam em evidência.

Os estrogênios também são responsáveis pelo amadurecimento dos órgãos sexuais das meninas na puberdade, enquanto que a testosterona atua no corpo masculino.

Especialistas também descobriram um aumento da produção da melatonina nos apaixonados. Esse hormônio é responsável pela regulação do sono, consequentemente ajuda a reduzir o estresse e envelhecimento precoce, proporcionando vitalidade e plenitude.

A noradrenalina, afeta o estado de ânimo e a atenção, nos faz sentir mais sensíveis e empáticos em relação à outra pessoa e também traz à tona o instinto de conservação e proteção e demonstração de sentimentos.

A dopamina é um analgésico natural que evita doenças e reforça o sistema imune. Não é de se estranhar que durante as primeiras fases de namoro as pessoas fiquem menos ou nada doentes.

E por último, a endorfina que causa uma sensação de bem-estar geral. É o mesmo hormônio que é liberado quando fazemos exercícios e atividades das quais gostamos.

Os padrões são iguais no mundo todo, já que as paixões acontecem com qualquer pessoa, em qualquer lugar. O que muda é o contexto cultural a nível biológico e mental.


Outros benefícios do amor na saúde:

Melhora a autoestima

Quando nos apaixonamos redobramos os cuidados com a beleza e com nós mesmos para agradar o outro. Assim, podemos constatar que aquela premissa de que precisamos nos amar primeiro para amar o outro, é verdadeira.

Reduz a depressão e a ansiedade

As pessoas que não têm um parceiro podem sofrer mais de transtornos psicológicos como a ansiedade e a depressão. Isto pode ser percebido nos adultos que vivem sozinhos. Quando estamos apaixonados sentimos que tem uma pessoa no mundo com quem podemos compartilhar pensamentos e sentimentos.

É o remédio perfeito

O amor também ajuda a reduzir inflamações, reduz os riscos de infarto e os níveis de colesterol ruim, traz benefícios para pacientes com diabetes e câncer, além de fortalecer o sistema imunológico, reduzindo as possibilidades de desenvolver algum tipo de herpes ou de adquirir gripes e resfriados.

Ajuda a dormir e descansar melhor

Dormir na mesma cama que a pessoa amada já é o suficiente para um sono mais prazeroso, reduzindo as possibilidades de ter pesadelos. A sensação de bem-estar é igual a “dormir como um anjo” quase toda noite. A pessoa sente que descansou o necessário e desfrutará de mais energia e vitalidade ao longo da jornada.

Aumenta a criatividade

Estar apaixonado nos faz ver o mundo de outra maneira. Essa felicidade e plenitude se traduzem em mais imaginação e capacidade de criação. Se você tiver um trabalho onde se requeira inovar constantemente, não há dúvidas de que esse momento lhe trará muitas oportunidades.

Melhor com saúde

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS