As vezes, só queremos alguém com intimidade para que a gente não precise fingir

Ana Paula Manzolli
    A vida exige Conexões intimas! As vezes, só queremos alguém com intimidade para que a gente não precise fingir.

A vida tem muitas coisas boas, mas por ser curta demais, é desperdício passar os dias sem ter alguém que você tenha *intimidade”. Nascemos e morremos só, mas no meio do caminho não podemos perder o prazer dessa conexão.

Segundo a Wikipédia, a intimidade é um ingrediente básico em qualquer relacionamento com algum significado: é a base da amizade e uma das fundações do amor.

As vezes, só queremos alguém que a gente não precise fingir quem somos de verdade.

Passar a vida, o dia , o amanhecer , o entardecer, tomar o café, receber um cafuné, a intimidade de uma amizade, a parceria de irmãos, um amor pra toda hora, que você com ele ri e chora.

O dia com o filho colocando toda hora os pés no banco do carro, que você dá bronca ,mas depois um carinho e um abraço apertado, esse alguém te apoia, mesmo que não concorde com sua atitude na hora.

Que vai com você no bolinho de aniversário do pai e fica ao lado daqueles queridos, numa terça feira a noite, mesmo cansado, mas ao ver todo mundo, quase se sente culpado por chegar um pouco atrasado.

Alguém que perceba que sua fisionomia não está boa hoje e deixa de lado os problemas para você desabafar os seus.

O lado da cama para escolher, mesmo quando se pode tê-la inteira, porque dividir é sinal de cumplicidade. Dividir um chocolate, um pedaço de pizza que você pode comer o seu e um pedacinho do que sobrou do outro. Alguém que você sempre troca sem querer a taça do vinho porque o papo está tão delicioso e tira sua atenção das etiquetas e rótulos de encontros casuais.

A intimidade pra reclamar do que não está legal, para agradecer o que está maravilhoso.

Fazer planos para o futuro, contando que se não der certo , você tem com quem replanejar.

Alguém dizendo que te ama todos os dias, que consegue adivinhar o que você está pensando, que entenda suas chatices e ama os seus defeitos, ou por te amar muito, aprende a conviver com eles e não tenta te mudar.

Alguém para pegar a toalha quando você esquece de levá-la ao banheiro, alguém que te ajuda a lavar a louça, mesmo com uma leve reclamação.

Alguém que você não precisa fingir que não quer ir no restaurante novo, porque está sem grana ou com dor de barriga e pode dizer. Ou que não está a fim de ir naquela festa, porque na verdade o que está batendo é o cansaço e a preguiça da idade.

Uma pessoa pra encaixar na nossa família, que entenda o nosso passado, aceite nossas escolhas, apoie nossas decisões. E principalmente que se preocupa com a nossa felicidade. Que sem perceber você evolui como pessoa e que te faça ser feliz com as coisas mais simples da vida.

A vezes, só queremos poder ser a gente com um amor de verdade e isso é intimidade.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS