Às vezes, dá vontade de revidar uma ofensa, né? De ir lá e falar umas poucas e boas. Mas será que vale pena?

Uma verdade desta vida é que existe a lei de ação e reação. Sendo assim, basta esperar que a vida se encarrega de devolver na mesma moeda o que cada pessoa merece e precisa.

Ninguém sai dessa vida sem pagar a devida conta de seus atos. Um dos melhores favores que você pode fazer para si mesmo é ignorar e deixar para lá.

O término de um relacionamento, por exemplo, é sempre um momento bastante difícil para o casal, entretanto, para facilitar o processo é muito importante resolver todas as questões e não deixar nada mal resolvido.

Após algum tempo de relacionamento, pode acontecer de o casal se afastar um do outro e perceber que não faz mais sentido que ambos permaneçam juntos.

Esse processo de desligamento é sempre doloroso, já que ninguém se envolve com uma pessoa pensando em se separar ou se decepcionar.

Quando isso ocorre, é natural que várias questões e emoções venham à tona, uma vez que o término de um longo relacionamento faz com que o casal saia de sua zona de conforto e tenha que se adaptar a um novo momento de sua vida.

Se o relacionamento termina por conta de uma traição ou decepção é natural que você se sinta paralisado pelo medo e pense que tenha perdido grandes experiências por não ter conseguido finalizar o ciclo de sofrimentos antes, não é mesmo?

Apesar de ser um sentimento natural na vida humana, que permite a própria sobrevivência, a falta de coragem para vencer o medo em algumas situações cotidianas prejudica a concretização de sonhos e objetivos.

A maioria de nós tem crenças que nos limitam e nos impedem de aproveitar todo o nosso potencial, e acabamos nos apegando a uma realidade negativa da vida. Porém, podemos aprender a ter coragem para lutar contra nossos temores.

Quando aprendemos a lidar com esse sentimento, sentimos mais segurança e vemos aumentar nossa autoconfiança e com o passar dos dias, aquela vontade de revidar a ofensa e de falar poucas e boas vai passando e a gente percebe que não vale a pena se desgastar por algo que não vai dar em nada.

Eu sei que dá vontade de vomitar todas as verdades na cara da pessoa, mas muitas vezes, a nossa palavra vai entrar por um ouvido e sair pelo outros e ainda vão pensar que estamos com “dor de cotovelo”, não acha?

Então, se você deseja aprender como desenvolver a coragem para vencer o medo de viver a vida que você realmente deseja e merece viver, me chame no direct @rhamuche, eu posso te ajudar!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar. Foto de Alimarel no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.