Às vezes cabe a você mesmo ser seu próprio herói

Resiliência Humana

É verdade, em algum momento vai caber a você ser seu próprio herói ou sua própria heroína. Você vai ter que rasgar suas vestimentas, amarrar bem as botas da salvação e ir salvar a si mesmo. Haverá uma emergência e você não terá outra opção além de ser mais forte que o perigo.

Não faz diferença se for o maior terremoto da sua vida ou se seus sentimentos estiverem colidindo como em uma grande banheira de hidromassagem. Cedo ou tarde chegará o momento no qual você terá que colocar as garras de fora e combater o incêndio.

Então, haverá quem te estenda a mão com todo o carinho do mundo, mas o mesmo tempo você vai descobrir que será a sua a única que irá te tirar do buraco. Não verá mais luz até que não destrua suas próprias sombras com seu esforço: às vezes você vai ter que se ver como nunca quis e ir onde nunca quis ir; e no final, você irá superar.

Você tem um coração para defender

Talvez você pense que tem a armadura mais robusta e forte que existe. É provável que não enxergue a possibilidade de que algo cause uma tempestade no interior da sua alma porque você construiu um muro alto à sua volta. Já aconteceu com todos nós: pensamos que somos mais fortes quando mais nos machucaram.

No tentando, você está errado. Lá no fundo, há um coração que não está livre de perigo, ainda que tome todas as precauções que possa imaginar. Assim, você possui um coração que, como herói, deve defender aconteça o que acontecer, e tenha a idade que for. Ele merece mais do que qualquer outra coisa porque dá sentido à sua existência.

Esse coração requer um feito extraordinário e o imenso valor da pessoa a quem pertence. O seu leva seu nome e espera que, nos momentos mais assustadores da sua existência, você não dê as costas para ele por nada nem por ninguém.

Você é seu herói mais importante

Você está cercado de muitos outros corações dos quais tem que cuidar. Saiba que é bom ajudar, é bom aconselhar e é muito nobre lutar pelo bem-estar dos demais. Além disso, haverá etapas nas quais você será seu herói mais importante e será obrigado a ajudar, aconselhar e a lutar por si mesmo.

Sentirá necessidade de empatia, compaixão, confiança e segurança. Então, verá que ninguém melhor do que você mesmo será capaz de fornecer isso: terá que dobrar-se em compreensão, esquecer os próprios julgamentos e lidar com o desafio de acabar com os pesadelos.

Desta maneira, tal e como faria um herói valente, você deve acreditar na persistência e no impulso que a adversidade proporciona para ser uma pessoa melhor. E, o mais importante de tudo: haverá espaço para a bravura que aguenta olhar para o medo e o derrota.

Não é uma opção, levante-se e vença

Se estivesse diante do maior perigo que nunca enfrentou antes, o que você faria? Pois o instinto de sobrevivência iria conduzi-lo a não abaixar a cabeça e despertar a coragem. Isso é vencer: não se dar por vencido sem ao menos tentar.

Neste sentido, não há ser humano que não chore ou sinta dor. Vai caber a você conhecer o dano e, ainda assim, não se dar por vencido: a dor que tanto te afligirá terminará indo embora e você aprenderá com ela. Além disso, tudo que você fez mais de uma vez por afeto para os outros, terá que fazer para si mesmo.

Você não terá outra opção. Estará confuso, deprimido e se verá imerso em um profundo caos que causará pânico. Seu mundo se desestabilizará e você acreditará que não vai conseguir se manter em equilíbrio: será preciso buscar uma maneira de alcançá-lo e você se encherá de dúvidas. Justamente aí seu próprio herói – você mesmo – vai demonstrar sua integridade e irá ajudá-lo.

FONTEA Mente é Maravilhosa
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia