Às vezes a vida cansa… E quando a gente percebe está numa crise ‘daquelas’.

Bruna Stamato

Às vezes a vida cansa… E quando a gente percebe está numa crise ‘daquelas’.

Muitas coisas nos acontecem numa crise. Pessoas se chegam, pessoas se vão. Algumas poucas decidem ficar, assim mesmo. Sentir revolta, ira, exaustão, é absolutamente normal, uma vez que estamos encarnados em forma humana e vivendo em um mundo material (e materialista).

Quer saber?

Pode ficar bravo com Deus. Ele aguenta. Pode se revoltar com a aparente injustiça Divina, que tão nitidamente beneficia os desonestos e deixa as pessoas boas para trás…

Pode sentir-se derrotado hoje. Ter a certeza de que és um incompetente.

Chore. Choroterapia é uma forma extremamente eficaz de limpar a alma.

Chore até pegar no sono e durma com a certeza que faz tudo errado…

Mas, ao acordar na manhã seguinte, agora com a alma mais limpa, a mente mais vazia, os olhos secos, respire fundo. Preencha totalmente os seus pulmões, algumas vezes; solte o ar bem devagar.

Como você pode observar…você acordou. Está com todas as partes do seu corpo aí. Continua respirando e o Sol continua lá fora.

O mundo não parou porque você teve um dia ruim ontem. E Deus, bem, meu caro, Deus não achou que era hora de levá-lo, ainda.

E aí?

Vai fazer o que agora?

Você pode repetir o ciclo de ontem, sem problemas. E fazer isso virar rotina, mas vai continuar obtendo os mesmos resultados.

Ou, você pode aceitar suas fraquezas, aceitar que ontem foi um dia ruim, e tomar a consciência que hoje é tudo totalmente diferente. Esse dia ainda não aconteceu. Por tanto, é uma folha em branco.

Você pode decidir escrever um novo capítulo.

Pode deixar aquele “Eu” amargurado com Deus e revoltado com a Vida, no ontem.

Assim…só pra fazer um teste, sabe?

Ver o que acontece quando paramos de culpar o mundo o tempo inteiro, quando paramos de achar que todo mundo tem a obrigação de nos ajudar.

Não, as pessoas não têm OBRIGAÇÃO com a gente, quem nos ajuda, ajuda por amor, porque quer.

Agradeça a ajuda recebida e jamais guarde rancor de quem não te ajudou.

A responsabilidade pela teu bem estar é SUA. Foque nela.

Tenha 3 coisas bem definidas em meio a esta crise:

1- O que você NÃO fará de jeito nenhum, sob hipótese alguma.

2- De que lado você está (porque se o bem existe, acredite, o mal existe na mesma proporção).

3- E o que vale a pena fazer, de qualquer jeito, que irá te ajudar a sair da crise.

Então, tome as rédeas da situação. Levante da cadeirinha confortável do vitimismo e tome as atitudes necessárias.

Lembre-se que nós não SOMOS nada, só poeira cósmica. Que todos nós *ESTAMOS*. Estamos aqui de passagem, estamos gordos ou magros, estamos alegres ou tristes,estamos ricos ou pobres, estamos advogados ou músicos, mas tudo é variável. São condições momentâneas.

O que você É, de fato, ninguém tira de você.

Não se condicione à uma situação breve.

Você não é um PERDEDOR.

Você só não estava ganhando, até ontem.

O que você fez até esse exato momento, não te define.

É o que você vai fazer, a partir de agora, que dirá quem você será.

Crises são boas professoras.

Aprendamos com elas.

E tenhamos em mente que elas, as crises, são inerentes aos humanos. Todos nós passaremos, ao menos 1 vez, por uma crise.

Perca tudo. Tem vezes que isso acontece…

Mas, mantenha sua dignidade, FÉ e caráter, preservados.

E então, você vai se dar conta, de que não perdeu tudo.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Bruna Stamato
"Mãe, mulher, geminiana, maluca e uma eterna sonhadora!"