Aquele que aceita o seu passado e para de julgar, vence a si mesmo!

Remoer as dores do passado, mesmo que, inconscientemente, é o que te coloca em um estado deplorável de autopiedade e vitimização.

Você se sente vítima das situações que aconteceram, dos lugares onde você está inserido e se sente refém das pessoas que convivem com você.

Você julga os outros e a si mesmo, tenta de todas as formas encontrar um culpado para justificar os problemas que você vivencia hoje.

Se não culpa os outros, culpa a si mesmo. E com o passar do tempo, você foi abandonando os seus sonhos mais bonitos, foi se deixando de lado e se abandonando, como fizeram com você no passado.

Você não percebe que está repetindo os mesmos erros do passado que, internamente, você tanto condena.

E com isso, a sua vibração atinge níveis de negatividade autodestrutivas que te leva a se autossabotar e a se colocar em lugar infinitamente pior do que aquele que já te colocaram um dia.

Seus pensamentos são perturbadores, seus sentimentos… angustiantes. Você sente como se o seu coração tivesse sido esmagado e mesmo buscando, incansávelmente uma solução, você só consegue enxergar mais e mais problemas.

“EU SINTO MUITO, POR FAVOR ME PERDOA, EU TE AMO, SOU GRATO(A)!”

Você não acredita que 4 frases vão te ajudar, você acha que a positividade é tóxica, e que pessoas felizes vivem em um mundo inventado.

Mas a verdade é que pensamentos positivos criam o mundo físico repleto de amor. Esse é o terceiro princípio do ho’oponopono, uma técnica milenar havaiana que é capaz de limpar memórias de dor!

No entanto, se você vive mergulhado em um desamor profundo, você não consegue ter esperança na possibilidade de que uma melhora em um futuro próximo.

Você não acredita que o amor é o único capaz de te tirar você do sofrimento, não o amor dos outros, o seu amor. Que é o amor que transforma a sua realidade!

A grande verdade é que, tudo o que você oferece ao mundo, você recebe de volta! Mas você prefere focar na ingratidão das pessoas do que focar no amor que você é capaz de doar.

Quando você escolhe se sentir mal por ter oferecido o seu melhor e não ter recebido o mesmo em troca, você cai em uma armadilha do ego que não permite que você vivencie o amor em sua maior potência, incondicionalmente.

Para ter pensamentos positivos você precisa experienciar a gratidão. Você precisa se sentir grato pela sua vida e focar em você, não nos outros.

Você começa a fazer parte do novo e a se misturar com o todo em perfeita harmonia, quando você deixa o velho para trás, sem remorsos.

Quando a sua fé é firme, você é capaz de fazer tudo com alegria e amor profundos! Mas para isso acontecer é preciso desapegar das mágoas e ressentimentos.

Para viver o melhor que a vida tem a te oferecer você precisa vencer a si mesmo, não os outros. E você só consegue fazer isso quando você aceita o seu passado e para de julgar a sua realidade.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Juliana Vasilian. Visite o seu Instagram @julianavasilian e o seu canal no Youtube Juliana é terapeuta transpessoal, especialista em Desenvolvimento Humano – Devolvendo o SORRISO DA ALMA
+ de 1000 transformações diárias. CLICA AQUI NESSE LINK PARA SE CONECTAR COM ELA.

Foto de JM Lova no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Especialista em Desenvolvimento Humano Devolvendo o SORRISO DA ALMA + de 1000 transformações diárias Se permita olhar para si