Aprendi a confiar em mim

Patricia Tavares

Talvez estas pessoas que abusem de confiança, brinquem com amor, sentimentos, se sintam poderosas, por alguém investir alto nelas, quando talvez ninguém havia feito algo semelhante, penso que estas pessoas não são ruins, como o cantor Criolo canta, “As pessoas não são más, elas estão perdidas, ainda há tempo”.

Existe muita gente perdida.

Eu acredito exatamente nisso!

Só que é muito difícil esta avaliação quando estamos no chão, com dor, com a cabeça girando pois nos sentimos muito mal.

Quando alguém te usa, representa tanto ser uma pessoa e descobre que tudo era um personagem criado para se defender de mentiras, escamoteações. Nos sentimos pequenos, até idiotas, questionando como não enxergamos isso, que depois de desvendado , parece tão óbvio. Logo você, especialista em pessoas, em mente, em desvendar inconscientes…

Mas depois vai percebendo que amou foi muito, amor de verdade, se esforçou, não viu o lado ruim, a desonestidade, porque buscava se aperfeiçoar, buscava plantar tudo de bom, todos os dias plantava sementes boas, estava ocupada em construções verdadeiras, em ser apoio, em dar força, em estimular a pessoa que estava ao seu lado. Em superar os momentos difíceis, ocupada demais em ser parceira, mulher, amante, amiga, em vencer todas as lutas, todas as batalhas da vida de forma linda e absoluta, junto de quem amava.

Isso não foi um erro, foi lindo, você foi incrível.

Não tinha tempo para se preocupar com traições e mentiras…

Quando não estava bom, você sinalizava, e o outro não fazia nada e ainda fazia cara de paisagem…
Foi sempre autêntica, sincera. Não tem que se julgar, pensar que quem errou foi você, por ter investido muito, alto, por ter amado com todo o seu coração e vida.

Quando o vendaval passa podemos ver tudo muito claro, e agradecemos por tudo, mesmo tamanha decepção, não somos responsáveis por amar de forma inteira, muito menos pelos erros dos outros, mas por depositarmos tanta confiança em alguém, mesmo em alguém que não nos decepcione, porque muitas vezes confiamos muito em alguém e não confiamos tanto em nós.

Depois de tudo isso aprendi a confiar muito em mim, sempre, a ter segurança especial em mim, a apostar mais e melhor em mim, todas as outras pessoas são coadjuvantes no nosso filme da vida, nós desempenhamos o papel principal.

Agora, sinto mais a voz da minha intuição, uso a razão como mediadora entre intuição, a razão e o coração. Me tornei muito mais próxima de mim.

Pude perceber que quem foi equivocado e desperdiçou coisas preciosas demais, foi o outro, não eu. Entendi que sou um “Mulherão”, no sentido total da palavra. O outro é que foi pouco, perdido, equivocado.

Agora tenho total consciência do meu amor, do meu valor, e não preciso mais de ninguém para amar, eu já possuo todo o amor que desejo, cada dia me concentro em plantar mais flores e sementes no meu jardim, regar, proteger tudo que sou e que me tornei, e e que estou me tornando a cada dia. Eu sou a minha própria fonte de água pura e cristalina que transborda paz, amor, felicidade. Claro que adoro compartilhar com um amor, com um amigo…, porém não me divido mais. Bebo da minha própria fonte de água.

“Tudo está guardado na mente! O que você quer nem sempre Condiz com o que o outro sente. Eu tô falando de atenção. Que dá colo ao coração e faz marmanjo chorar. Se faltar Um simples sorriso Ou as vezes um olhar. E que se vier da pessoa errada não conta. A amizade é importante. Mas o amor escancara a tampa. E o que te faz feliz. Também provoca a dor.”
“Tudo está guardado na mente!

O que você quer nem sempre

Condiz com o que o outro sente

Eu tô falando de atenção

Que dá colo ao coração

e faz marmanjo chorar

Se faltar

Um simples sorriso

Ou as vezes um olhar

E que se vier da pessoa errada

não conta

A amizade é importante

Mas o amor escancara a tampa

E o que te faz feliz

Também provoca a dor.”

Trecho da música: Ainda há tempo/ cantor Criolo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga e Reikiana nível 2, trabalho há 19 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.