Aprenda que ninguém muda ninguém

Resiliência Humana

Aprenda que ninguém muda ninguém!

Por Fernando Nunes

Quando estamos apaixonados, tudo parece um mar de flores. E assim continua por um tempo até surgirem os primeiros problemas.

Pode começar de forma sutil, um comentário aqui, outro aculá. Muitas vezes fica difícil separar o que é problema de incompatibilidade, afinal pessoas possuem traços de personalidade que são difíceis de mudar.

Ah, mudar! Esse é o verbo. Voltemos a ele.

O fato é que ninguém muda ninguém, mas muitas pessoas, em especial mulheres, entram em uma relação achando que com o tempo vão mudar o parceiro.

Isso é ilusão.

Você não pode moldar uma pessoa para atender às suas necessidades ou às necessidades daquele relacionamento, não importa quão benéfica você acredite que essa mudança seja.

ninguem-muda-ninguem
Foto de Jonathan Borba no Unsplash

Quando você ainda está nos primeiros encontros, conversas com paquera, flertes por mensagem e outros, existem várias dicas de namoro que você escuta, então por que não escutar depois também, quando a sua consciência tá vendo que algo não está correto?

Quanto mais cedo você entender as próximas linhas, menos sofrimento irá gerar para si no futuro.

Entenda que crescimento pessoal e mudar uma pessoa são coisas distintas, mas ainda assim o primeiro é usado para justificar o segundo.

O crescimento pessoal é algo que faz parte ao longo do curso da vida de cada um.

É maravilhoso, por exemplo, olhar para trás e vermos que ao longo de anos nos tornamos pessoas mais pacientes, no caso de quem é estressado, ou abertas ao diálogo, no caso de quem tem dificuldades em escutar o próximo. Mas isso é algo que tem que partir de si mesmo. Um companheiro ou companheira podem ajudar nesse processo de assimilação.

No caso de querer mudar a pessoa amada, nós nos colocamos na posição de não aceitar uma característica dela e estamos visando nossos próprios interesses.

Poderia até ser que essa mudança trouxesse crescimento pessoal, por exemplo: seu parceiro é preguiçoso e você gostaria que ele demonstrasse mais interesse em atividades em comum. Mas geralmente, o que acontece não é isso.

Mulheres reclamam de falta de atenção, romantismo ou, em casos mais sérios, até de violência, que não precisa ser física, pode ser verbal. E assim, continuam num relacionamento que lhes trazem muito mais sofrimento do que felicidade na esperança de que um dia o cara vá mudar.

Amiga, não vai.

casal-ninguém-muda-ninguem
Foto de Jonathan Borba no Unsplash

Você tem duas opções. A primeira é aceitar. Mas deverá aceitar também as consequências.

Se for algo pequeno e as qualidades daquela pessoa surpassam os defeitos, ok. Mas e se for algo significativo, como alguém que não te trata como você gostaria? Você vai engolir sapo e ser infeliz?

Nós te garantimos uma coisa: o outro com certeza não está se preocupando metade do que você está, e muito possivelmente está confortável com a situação, pois continua com você desse jeito.

O que nos leva à segunda opção, que é pular fora.

Ninguém tem que ficar com ninguém, já passou o tempo em que a mulher aceitava pouco. Deixe ele ser como é e siga em frente.

Existem tantas pessoas maravilhosas no mundo, tantas possibilidades!

Pra quê ficar amarrada em alguém, ou pior, numa ideia que nunca vai se concretizar?

Mude essa mentalidade, e o mundo a sua volta irá mudar também.

Aprenda que ninguém muda ninguém.

*Por Fernando Nunes. Da Redação RH. Foto de capa: Jonathan Borba no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia