“Ao meu ex: obrigada, porque agora eu sei o que o amor NÃO é”

O amor entra em nossa vida para nos ensinar lições importantes, seja qual for a situação.

Terminar um relacionamento pode ser extremamente doloroso, mas conforme o tempo passa e você repensa suas prioridades, seu ex se torna uma simples lembrança que nem sequer se move no chão.

Lidar com uma situação com o ex-namorado é um labirinto total, passamos a meditar tanto sobre o que aconteceu e não aconteceu que acabamos percebendo que a separação foi a melhor coisa que poderia nos acontecer.

A Upsocl publicou um artigo que vai te fazer refletir sobre aquele ex que você não sabia valorizar. Aqui nós compartilhamos com você:

“Ao meu ex: obrigada, porque agora eu sei o que o amor NÃO é”

“Olá estranho.

Sim, sinto falta porque não te conheço, porque embora estivéssemos juntos por tempo suficiente, a pessoa que você é hoje é uma total estranha para mim.

Estranho porque o menino que pensei que conhecia está faltando, porque percebi que me apaixonei pela ideia de você que criei, não por quem você realmente é.

Às vezes não entendo que a pessoa por quem em algum momento fiz tantas coisas agora é apenas mais um estranho que às vezes encontro na rua e com quem nem mesmo cruzo os olhos.

Mas você sabe, chegou o dia em que posso lhe agradecer. Por quê? Por partir meu coração e me dar uma das maiores lições da minha vida, a vontade de amar da forma mais bela e sincera possível.

Talvez pareça estranho que, depois de tudo que você fez comigo, eu te agradeça; Mas deixa eu te explicar, entendi que se eu quisesse ver tantas coisas boas em você é porque isso está dentro de mim, e aí eu entendi que você vai se comportar de uma maneira tão tola, porque no final cada um dá o que lhe ter.

Obrigada porque aprendi que posso ser a melhor pessoa com alguém e isso não garante que estará comigo, por isso hoje estou de olhos abertos para o que dou e recebo.

Obrigada porque aprendi que não posso fazer com que outra pessoa me valorize, mas que não valho menos se ela não me valorizar e, sobretudo, que posso sair quando isso acontecer.

Obrigada porque aprendi que nem todas as pessoas são sinceras, que algumas até mentem quando dizem ‘eu te amo’, você foi infiel, mas que não vou viver preocupada com isso, porque nunca poderei ter certeza absoluta de que alguém é sincero, só posso confiar.

Obrigada porque aprendi que quando amo uma pessoa sou o mais sincero e incondicional possível, ainda mais, porque às vezes você era tão ruim que apoiei a nós dois, e quando o resto foi embora eu estava lá, com você, e que eles faça muito poucos.

Obrigada porque aprendi que o amor não é egoísta, que se alguém me ama, não sente ciúme dos meus triunfos e muito menos tenta ofuscar-me com a insegurança deles.

Obrigada porque aprendi que o que pensei que doeria tanto foi na verdade a melhor coisa que poderia ter acontecido comigo, e não entenda mal, porque é claro que doeu, mas só um pouco, porque quando você me machuca tanto eu sabia que não sentiria falta de alguém que não merecia.

Obrigada, porque com tudo que vivi ao seu lado, quem cresci fui eu, no final não me importo se você não reconhece a mulher que eu sou, porque já estava mais do que claro para mim.

No final agradeço, pois aprendi que existem dois tipos de pessoas, aquelas que, como você, não sabem amar, e aquelas que, como eu, não sabem não amar.

E como eu disse, não tenho medo, a única coisa que você me deixou foi a vontade de conhecer alguém que dá tudo, não posso desejar que você faça bem ou mal, como você merece.

Coisas boas vêm para mim porque aqui não fui eu quem perdeu.

Todos os dias, repetia uma frase para mim mesma que se tornou meu mantra; “Na vida, mais cedo ou mais tarde tudo acontece, isso também vai acontecer” e essa bebida ruim que vivi com você, já aconteceu”.

*DA REDAÇÃO RH. Com informações UPSOCL. Foto de Oscar Nord no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia