Angustia: um claro sinal de que você está se perdendo de si mesma.

Sentimentos de raiva, medo e tristeza são naturais e efêmeros, mas reunidos de uma só vez, nos trazem um claro sinal de que estamos vivendo uma vida que não faz mais sentido. E se negligenciamos esses sinais e não queremos olhar para eles, eles se fazem perceber uma ora ou outra.

A angústia é gerada pelos sentimentos de aflição, preocupação, ansiedade, que se misturam as emoções naturais cotidianas. Uma pessoa que não tem inteligência emocional, não consegue identificar esses sinais facilmente e, com isso, se sente perdida e infeliz.

Quando não sabemos como lidar com os desafios da vida e com o que sentimos diante deles, sofremos com a angustia e nos perdemos de nós mesmos.

Essas sensações de tristeza profunda, insatisfação, infelicidade, aflição, preocupação, medo, ansiedade, aperto no peito, de peso e cansaço extremo, entre outras, são, na verdade, mensagens internas que denunciam a ausência da verdade a respeito de si mesmo!

É um sinal de que você não está sabendo quais são as suas necessidades, ou, não está sabendo atendê-las.

A tristeza faz parte das quatro emoções básicas que todos os seres humanos sentem em algum momento do dia: medo, alegria, tristeza e raiva. Estar triste é caracterizado por estar com baixa autoestima, sentir solidão, culpa, cansaço ou dores emocionais.

Este sentimento pode ser a resposta para eventos desagradáveis que vivenciamos como, decepções, morte de alguém próximo, separação, raiva em relação a alguma pessoa, entre outros.

É possível se sentir triste sem nenhum motivo aparente, sem que consigamos nomear o que de fato nos levou a esse estado… E por não entender de fato o que se passa, acabamos a chamando de angustia.

A angustia nos leva ao desânimo e, se manifesta, sempre que nos distanciamos da nossa “anima” (alma).

Fatalmente, quando nos distanciamos da vontade genuína da nossa alma, experimentamos sensações de vazio existencial e melancolia e, a situação se agrava, quando não sabemos identificar o que nos levou a esse estado e, com isso, acabamos alimentando esse sofrimento, inconscientemente, até que nos vemos impotentes diante de uma forte depressão.

Estudos mostram que a tristeza permanece mais tempo do que as outras emoções porque tendemos a gastar mais tempo pensando nela, ruminando os acontecimentos, reclamando, lamentando e nos vitimizando diante dela, ao invés de nos acolher, olhar para a tristeza com amor e nos perguntar o que ela quer nos ensinar.

Ruminar, ou repassar nossos pensamentos e sentimentos tristes de novo e de novo é um dos motivos que nos leva à depressão e que nos impede de compreender a bela mensagem que a tristeza tem a nos ensinar.

A notícia boa é que existem várias coisas que você pode fazer para se ajudar nos tempos difíceis. A primeira delas é parar de falar, silenciar e aprender a ouvir a mensagem que sempre quer nos mostrar o que realmente importa em nossa vida.

Ou seja, a tristeza quer nos fazer enxergar claro o real sentido da vida, mas se não paramos para acolhe-la e tememos esse contato, ela se fortalece, não porque ela quer nos fazer mal, mas porque ela precisa ser ouvida. Ela quer que você a note, a perceba e, compreenda que, é urgente que você imponha um forte sentido a sua vida.

Quando você permite esse contato de uma maneira natural e tranquila, a mensagem que ela traz é sempre muito amorosa e verdadeira.

Nossas lágrimas lavam a dor e nos coloca mais próximo da vontade genuína da nossa alma. Muitos religiosos chamam essa “vontade” de “os propósitos de Deus”. Mas isso só acontece quando não nos entregamos ao vitimismo, mas sim, buscamos compreender a sua mensagem.

Nessa live eu explico passo a passo o que você precisa fazer para sair da tristeza e seguir em frente em um novo estado de ser, com mais significado e muito mais leve.

Aqui estão algumas delas:

Para saber mais sobre atendimentos e as mentorias comigo click no link da bio em @rhamuche.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar. Foto de Kat Love no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.