Amanheça paz para perdoar as próprias guerras. Apenas viva. O Universo quer você aqui!

Estou aqui para lhe oferecer uma grande dose de força e também para respeitar seu momento, seu ser, sua identidade, sua pessoa, suas escolhas.

Sil Guidorizzi

Espero que você esteja bem, que esteja com tempo para se ouvir. Espero que, além de você, haja conexão com tudo o que o levará ao lugar mais simples e mais bem resolvido do seu coração. Você chegou a ver aí dentro o que interfere em seu caminho? Ou, de repente, passou uma borracha por cima, sem apagar de vez o que precisou ser apagado da memória, do peito, da alma?

Às vezes, a vida é curta feito um sopro, é longa diante da verdade do nosso Pai maior, é espaçosa para que cada um possa se acostumar a caminhar mais sozinho, desvendando seu próprio “eu”.

Estou aqui para lhe oferecer uma grande dose de força e também para respeitar seu momento, seu ser, sua identidade, sua pessoa, suas escolhas.

Eu o respeito porque eu também preciso de respeito!

Todos nós vivemos de momentos, não podemos sair por aí nos atropelando uns aos outros como quem despeja todos os sentimentos, recuos, tristezas e indignações da vida, assim, a troco de achar que todo mundo tem culpa dos nossos desesperos.

O amor, por onde anda esse que anda fora de moda? Enquanto isso, essa sensação de abandono, esse ar que, por vezes, pesa à nossa volta, a falta de fé, a busca por aquilo que não se encontra têm deixado as pessoas descontentes, têm deixado o mundo órfão de serenidade e paz.

As batalhas estão acontecendo internamente, pessoas estão se descontrolando emocionalmente, o apoio, muitas vezes, não vem. É gente se agredindo, cogitando apenas os próprios umbigos.

E aí eu pergunto: você está em Deus? Você está em você? Você está se cuidando emocionalmente? Você está afastando de si o que é ruim, nocivo, destruidor? Você tem se vigiado? Tem silenciado?

Você tem aí dentro desse emaranhado de coisas o fio da meada, a cura para sair de qualquer situação, desde que se permita. Nem sempre é fácil, tranquilo. Achar-se por vezes é estranho, enigmático e, ao mesmo tempo, transformador!

Vou lhe pedir uma coisa: não se negue a felicidade, não se negue viver suas escolhas, não aceite que o empurrem abismo abaixo só porque você não concordou, não aceitou, não permitiu que lhe tirassem o que tem de melhor e mais bonito.

“Quem ama grande não sonha pequeno!”

Eu acredito em você, acredito nas suas tentativas, acredito que você vai conseguir estar em um lugar que lhe trará menos sufoco interior. Para isso, respire e peça, com a força do coração. Encontre-se com sua espiritualidade, que precisa se manter aquecida mesmo diante de tanta gente fria, amarga, vazia. Quero deixar a você meu apoio, meu carinho, minha intuição para que você se apegue, sim, às suas realizações e seus sonhos dentro do direito à felicidade.

“Quem ama grande não sonha pequeno.” Vai voar, vai sorrir, vai dizer para a vida que você vai aonde quiser, como quiser, quando puder. É seu direito.

Luz pra você, luz para a sua vida, luz para que o bem sempre o envolva e o mal se distancie de si. Amanheça paz para perdoar as próprias guerras.

Apenas viva. O Universo quer você aqui!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.