A pandemia trouxe lições de amor e união, ou de desamor e egoísmo? Brasileiros refletem sobre as consequências do enfrentamento mundial da doença.

Até as situações mais desafiadoras possuem dois lados: o bom e o ruim. E até essa pandemia, que nos trouxe grandes sofrimentos e limitações pode nos deixar lições.

De acordo com uma avaliação feita pelo Hora em março de 2020, os catarinenses acreditavam que o isolamento, a solidariedade e o enfrentamento conjunto ao covid-19 poderim resultar em benefícios para a sociedade.

Mas será que agora essa é a visão dos brasileiros de um modo geral?

A partir dessa afirmação dos catarinenses do início do ano quero fazer um balanço sobre o que acham os brasileiros sobre isso hoje, depois de tantos meses.

O que mais ouvimos falar por aí é que o egoísmo se mostrou evidente e se sobressaiu durante o decorrer do ano de 2020. Mas também pudemos observar grandes empresas se empenhando em fazer doações e em promover a solidariedade.

Crianças, idosos e civis se mobilizaram para fabricar respiradores, máscaras, doar alimentos, e dedicaram muito tempo de serviço gratuito para prestarem solidariedade aos profissionais de saúde e da linha de frente, além de assistirem a população mais carente.

Famílias inteiras começaram a perceber o quanto vinham desperdiçando o próprio dinheiro, e o quanto o capitalismo estava os levando a um consumismo exagerado.

Empresas perceberam o quanto podiam economizar com os funcionários trabalhando home-office. E que esse modelo, em diversas situações, dá certo! Essa mudança de ambiente profissional levou a um crescimento exponencial do sentimento de liberdade e de confiança na possibilidade da realização de um bom trabalho pelos seus funcionários, mesmo estando em casa.

O isolamento social mostrou o poder destruidor em termos de poluição que os seres humanos possuem, visto que bastou apenas um mês sem a ação humana nas praias e ruas, para que nos deparássemos com um novo cenário, mais limpo, e calmo.

Quando fomos impedidos de circular, reclamamos muito, mas aos poucos percebemos que essa parada obrigatória se fazia necessária, e aos poucos, fomos absorvendo as lições que a pandemia estava querendo nos ensinar.

Psicólogos do mundo todo analisaram o momento e concordaram em um ponto: O saldo pode ser considerado positivo.

A pandemia trouxe a tona o que é realmente importante: A VIDA.

E acredito que todos concordam que esse fator estava sendo negligenciado por todos nós.

Aqueles que desacreditaram o vírus, que se mostraram egoístas, e que ainda estão agindo de forma irresponsável são os verdadeiros responsáveis pela segunda onda do covid-19, que novamente está arrasando famílias inteiras em profundo pesar por terem perdido muitos dos seus entes queridos.

Esse é o momento em que a sociedade está sendo chamada para refletir sobre os seus valores.

As prioridades mudaram e precisam ser repensadas.

A pergunta que todos estão se fazendo é: O que é importante mais importante para você?

Essa pergunta, inclusive, tem o poder de mudar ações e comportamentos.

Esse é um momento extremamente difícil para todos nós, mas o desafio gira entorno da responsabilidade de cada um, e dos valores que carregamos.

Algumas pessoas adoraram ficar em casa, sentiram o amor de seus familiares e tiveram a oportunidade de se reconectarem com eles.

Outras pessoas, desenvolveram síndromes, e despertaram para a importância da saúde mental, e de se conectar consigo mesmo, buscaram o autoconhecimento, a terapia, e promoveram o autocuidado.

Outras tantas se separaram, mudaram completamente suas vidas pois percebera, que se estava tão difícil ficar em casa, com a sua família, é porque alguma coisa estava errada. Essas pessoas puderam ressignificar suas vidas e repensar os caminhos que estavam escolhendo seguir e que não estavam os fazendo verdadeiramente felizes.

A pandemia mudou totalmente alguns paradigmas, as preocupações em geral giravam entorno da falta de dinheiro, da necessidade de trabalhar ainda mais para conquistar mais bens mateirais, e com a chegada da pandemia algo aconteceu. A preocupação financeira foi grande, mas a maioria de nós passou a colocar a saúde e a vida em primeiro lugar.

Porém, alguns ainda se sentiram irritados com a privação de movimento, e se rebelaram contra as imposições sanitárias da OMS e dos órgãos de saúde.

Essas pessoas, com toda certeza não entenderam a lição, não compreenderam que o isolamento é, na verdade, um presente, um presente da vida para que você pudesse parar e refletir sobre os seus valores, sobre o seu verdadeiro propósito de vida.

Quem aprendeu essa lição mudou totalmente de postura e assumir um comportamento positivo diante da situação. Elas assumiram novos hábitos, aprenderam algo novo pela internet, e se movimentaram na direção da solução e não do problema.

Agindo assim, de forma positiva, e respeitando as determinações sanitárias, protegeram a si mesmos e aos seus, e encontraram saídas inteligentes para enfrentar as possíeis dificuldades financeiras e sociais que precisaram enfrentar, e ainda precisam.

A minha pergunta é: O que você aprendeu com a pandemia e o que você acredita que conseguiu deixar para trás?

Refletir sobre isso é de fundamental importância para que esse ano tenha real proveito para você enquanto ser humano, enquanto ser que precisa evoluir, pois a melhor qualidade que o ser pode desenvolver é reconhecer que não é nada sozinho, e que ele precisa assumir uma postura de benfeitor para que a humanidade sobreviva.

As ruas estão lotadas novamente, e a vacina ainda demorará para chegar até nós para imunizar a todos, mas a maioria das pessoas não conseguem parar para analisar a roleta russa que estão fazendo com as próprias vidas e com a vida de todos os outros habitantes da Terra.

Não restará ninguém para contar a história se não nos unirmos e cuidarmos uns dos outros, essa foi uma das lições que aprendi em 2020.

E você?

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Jornalista, escritora, editora chefe e criadora de conteúdo dos portais RESILIÊNCIA HUMANA e SEU AMIGO GURU. Neurocoaching e Mestr em Tarot. Para contratação de criação de conteúdo, agendamento de consultas e atendimentos online entrem em contato por direct no Instagram.