A maturidade ensina que beijar uma pessoa para esquecer outra é tolice.

O sentimento não sai assim, tão fácil, é preciso ter um pouco mais de atenção e amor por si mesmo, para conseguir seguir em frente.

A maturidade me mostrou que nem todos os homens são iguais, e que nem todas as mulheres são frágeis.

Ela me ensina que se apaixonar é inevitável, mas se eu tentar evitar, a vida perde a graça.

A maturidade me ensinou que nada é para sempre, mas se compromenter para durar, e ficar, vale a pena.

Ela nos leva a perceber que ser comum não atrai, que o legal mesmo é ser diferente.

Com a maturidade aprendi que ser bonzinho não é bom, bom mesmo é quem sabe impor limites e dizer não quando machuca.

Aprendi também que os jogos de amor são fruto da ignorancia e da imaturidade, porque quando somos maduros, não perdemos tempo com isso.

A maturidade me fez perceber quem realmente importa, e quem não faz a mínima falta.

Ela me ensinou a viver o hoje, a agradecer e dizer eu te amo agora, porque depois, pode ser tarde demais.

A maturidade me fez olhar para o tempo com amor, com respeito, e aprender a usá-lo ao meu favor.

Ela me fez perceber que, talvez,eu não tenha mais tanto tempo assim, talvez, ele se acabe rápido, então, em vez de lamentar o tempo perdido, eu vou aproveitar como der.

Hoje me sinto maduro, para falar a verdade, a maturidade já me ensinou tanto, que, mesmo nos dias que a saudade da juventude aperta, eu olho pra mim e e penso: “Como é bom saber o que sei hoje”.

A maturidade não chega com a idade, ela chega para quem realmente quer amadurecer e evoluir, independente de quantos anos a pessoa tem.

Se você sente que ainda tem atitudes imaturas e quer buscar uma sabedoria interior, faça terapia, busque se conhecer de verdade, só assim você se sentirá plenamente maduro.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar. Foto de Becca Tapert no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.