A verdade se esconde atrás de diversos interesses.

Meu namorado menciona sempre uma frase que me faz pensar muito: “a história é sempre contada pelo vencedor”. Por esta razão, por exemplo, na escola, estudamos a versão dos colonizadores e não dos indígenas ou dos seres humanos escravizados.

Temíamos as supostas bruxas, queimadas vivas nas fogueiras da igreja, mas não quem as torturava e tirou suas vidas.

Nossa sociedade foi formada com base em inúmeras mentiras.

Todas repetidas tantas vezes que, no inconsciente coletivo, se tornaram verdade.

Pense, por exemplo, de onde veio a crença implantada na mente da maioria de que, dinheiro é ruim… quem ganha quando a população em geral não quer crescer?

Quem ganha quando este mesmo povo abomina o dinheiro, a riqueza, o conhecimento?

Eu te conto: quem ganha é a minoria que há muito tempo criou esta crença.

Por isso que as crenças negativas sobre dinheiro e culpa (a base das religiões), por exemplo, são as mais difíceis de quebrar.

Elas estão enraizadas há tanto tempo que nem cogitamos a possibilidade de que elas sejam falsas, que não sejam nossas.

Suas crenças são realmente suas?

Sempre questiono minhas crenças.

Após anos de estudo, criei meus próprios conceitos sobre muitas coisas e estou recriando outros.

Analiso constantemente meus pensamentos, sentimentos e palavras para saber se estão coerentes com as coisas que realmente acredito.

Quando não estão, reviso, limpo, e posso me corrigir sem culpa. É assim que, dia após dia, construo uma vida mais feliz e próspera!

Questione suas crenças e crie seus próprios conceitos.

Dói, leva um tempo, mas o resultado é gratificante: construir sua verdadeira história de acordo com a Verdade, a sua essência.

Reflita!

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Toda mulher merece a chance de recomeçar e ser feliz! ? Autora dos livros: "O diário da Ana"; "Do fundo do poço ao topo da montanha"