7 rotinas familiares para criar filhos gentis

Eu desafio você a praticar essas rotinas familiares que o ajudarão a promover a bondade em seus filhos.

Resiliência Humana

Por: Adriana Acosta Bujan

“Não bata no seu irmão mais novo”, “Você deve compartilhar seus brinquedos”, “Acompanhe seu irmão para que ele não vá sozinho”. Frases sem fim como essas são o que os pais costumam dizer aos filhos com o propósito de ensiná-los a serem pessoas gentis e generosas. No entanto, embora as crianças muitas vezes as escutem com muita frequência, não conseguem entender o verdadeiro significado de ser amável.

Com isso, a única coisa que estamos ensinando a eles é seguir uma ordem ou corrigir alguma conduta inadequada, a fim de resolver uma situação de forma fácil e imediata, evitando consequências importantes, como violência física em alguns casos. Esquecendo-nos que gentileza não é apenas resolver conflitos com outros, mas instilar neles um espírito humanitário.

O desafio dos pais

Sabemos que uma das características básicas para os nossos filhos serem pessoas amáveis, é encorajar a aprendizagem de palavras mágicas, como “obrigado, por favor e perdão”, em qualquer contexto da vida cotidiana, é essencial para eles serem mais sociáveis, mas isso não garante que muitos dos seus comportamentos ou atitudes sejam realmente amigáveis.

Portanto, para atingir nosso objetivo é necessário aplicar rotinas familiares que devem ser realizadas diariamente, tais como:

1º Coloque-se no lugar do outro

Trata-se de ser empático, sentir e compreender a dor ou o sofrimento das pessoas ao nosso redor, para ajudar e apoiar. A melhor maneira de seus filhos entenderem a empatia e serem mais amigáveis ​​é pelo exemplo que recebem em casa.

“Eu não tive um bom dia hoje, você quer ouvir o que aconteceu comigo?” Conversar com seus filhos sobre seus sentimentos, emoções e experiências de vida pode ajudá-los a aprender sobre isso e a entendê-lo; e, pela lógica, eles serão mais compreensíveis com você, ajudando-o a se sentir melhor. Talvez eles o ajudem a encontrar soluções para resolver um problema, ou tentem animá-lo com seus beijos carinhosos, abraços e mimos.

2º Uma pausa em família

Especialistas recomendam que se desligue, de vez em quando, do mundo ao nosso redor para ter bem-estar e sentir-se feliz. Quando você faz uma pausa em família para desfrutar de alguns momentos de riso com seus filhos, oferecendo-lhes tempo de qualidade, o vínculo emocional que eles têm como família é fortalecido, fazendo com que valorizem mais a convivência.

Não digo que isso precise acontecer todos os dias, mas algo simples, como compartilhar um café da manhã com eles, até mesmo levantar mais cedo para ter mais alguns minutos para conversar, ou dormir juntos na mesma cama antes de ir para a escola, e assim por diante.

Toda experiência que em família será significativa para os seus filhos, deixando-lhes um grande aprendizado de vida, esquecendo os grandes fardos que vivem no exterior e dando valor à união familiar. Portanto, você estará formando pessoas gentis que desfrutam de cada momento como único, especial e inesquecível, já que a bondade é aprendida em família.

3º Frases que mudam

Pesquisas afirmam que ensinar as crianças a falar e pensar positivamente sobre si melhora sua autocompaixão e comportamento social. Portanto, é importante reforçar algumas frases poderosas que irão transformar o seu modo de ser e socializar com os outros.

Por exemplo: “você é uma criança muito prestativa”, “sua gentileza é sua melhor força”, “Tenho orgulho de você tratar os outros com amor, respeito e humildade”, “consertar erros significa que você está aprendendo”.

4º Quem eu ajudo hoje?

Podemos ensinar as crianças a serem responsáveis ​​e, ao mesmo tempo, gentis, simplesmente delegando funções a cada membro da família, fazendo-as compreender que todos precisamos de ajuda para cumprir uma meta ou propósito trabalhando em equipe.

Envolva seus filhos nas tarefas domésticas; você pode até mesmo motivá-los a iniciar o desafio ou jogo chamado “Quem pode ajudar mais em casa ou quem pode ajudar os outros?”, sendo que aquele que oferece mais ajuda recebe uma recompensa.

5º Esforço voluntário

Uma das maiores satisfações que podemos sentir de forma plena é ajudar os outros, especialmente os mais necessitados. Se você quiser que seu filho aprenda o valor da gentileza de maneira rápida e fácil, incentive-o a participar como voluntário de uma associação sem fins lucrativos. Por exemplo, em algum lugar dedicado à adoção de cães ou gatos, uma instituição para ajudar a cuidar do meio ambiente, entre outros.

6º Desenvolvendo criatividade e imaginação

A leitura é uma ferramenta maravilhosa para desenvolver empatia, compaixão e compreensão do mundo. Portanto, é importante encorajar este hábito e fazer dele parte integradora da família. Escolha contos, histórias ou notícias, onde os valores morais dos personagens principais destacam-se em suas aventuras.

7º Boa atitude

Tentar encontrar o lado positivo das situações difíceis da vida é um pouco complicado, mas não impossível. Você pode se perguntar, por que há tantas pessoas na pobreza ou por que as pessoas são cruéis?

Não podemos mudar o mundo como se tivéssemos uma varinha mágica, mas podemos contribuir pouco a pouco para tornar as pessoas ao nosso redor mais felizes e encontrarem paz em seus corações. A ideia é pensar positivo, ver situações difíceis como lições de vida.

A raiz da bondade é aprendida na família; se você quer que seus filhos sejam gentis, incentive-os a ter o hábito de empatia, de trabalhar em equipe e ajudar os que estão ao seu redor. Lembre-se de que a parte dos pais é promover valores e aplicá-los diariamente.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia