7 desilusões que nos ajudam a viver melhor:

Luciano Cazz

O que gera frustração não é um fato em si, mas a expectativa que colocamos sobre os acontecimentos. Acreditamos em resultados e até mesmo em realidades que não existem, são apenas fantasias criadas pela nossa imaginação.

Quando esperamos menos de algo ou de alguém, o sofrimento também é menor.

Abaixo, 7 desilusões que puxam você para a dura realidade, mas ajudam a diminuir suas expectativas e consequentes frustrações:

1. Você não está aqui para ser feliz…


Vir a esse mundo para ser feliz é o mesmo que ir a escola apenas por causa do recreio. A cada dia a existência nos apresenta um problema novo: de relacionamento, na família, no cartão de crédito, um vazamento de água. Ou, ainda, problemas políticos, econômicos, climáticos. Fora as questões emocionais como insegurança, ansiedade, depressão, etc. Isso porque, antes de aproveitar dos prazeres da vida, você está aqui para aprender e evoluir. Portanto, seja grato pelas suas alegrias, pois, todo momento de felicidade é uma benção.

2. O mundo é injusto…

Diferente da literatura, nem sempre o bem triunfa sobre o mal e alguns finais não são felizes. Também, nem sempre vence o melhor e a justiça dos homens, muitas vezes, tarda e falha. Mas não deixe que esses acontecimentos tomem conta do seu coração, fazendo-o refém da sensação de impotência e, até mesmo, do ódio. Respire fundo e plante harmonia e sensatez, para que um dia o nosso planeta possa colher a paz e justiça que tanto se almeja.

3. Algum dia você foi ou será traído…

Seja no trabalho, no amor romântico e até na família, existem traidores. Eles fazem parte do nosso mundo e estão longe de ser uma raça em extinção. Se algum traidor partir seu coração, não se rebaixe ao nível dele, ao invés disso, recolha os pedaços do seu coração de volta para seu peito com elegância, e não esmoreça. Siga sua busca porque, no mundo, também existem muitas pessoas éticas e que respeitam o amor.

4. Pessoas vão deixar de lhe ajudar…

Algumas pessoas vão negar pequenos gestos de altruísmo que poderiam mudar sua vida inteira. Mas os “nãos” do universo podem levar você a lugares mais incríveis. Por isso, mesmo que mil portas se fechem na sua cara, não perca seu tempo e nem a esperança. Continue tentando com o mesmo empenho e amor porque, se a próxima porta se abrir e mudar sua vida, as tantas anteriores não terão mais a menor importância.


5. Você vai ser mal interpretado…

Parece que existem pseudo-psicólogos espalhados por todos os cantos prontos a dar interpretações equivocadas e sempre negativas dos seus atos e palavras. Levam para o mundo como grandes verdades, fazendo você se sentir tão ínfimo que acaba perdendo as forças para lutar contra. Mas não se desgaste caso não acreditem em você. O tempo sempre prova quem é quem.

6. O corpo físico é uma limitação…

Fome, sede, fila do banheiro, doenças, dor, sono, deficiências físicas e mentais, instinto sexual e de violência são alguns dos obstáculos diários do seu corpo, o qual gere toda a sua vida mesmo que você não se dê conta. Estamos atrelados a essa partitura corporal que é bem mais importante que a nossa agenda diária. Cada limitação, uma evolução a se fazer. Essa invenção de funcionalidade perfeita não foi criada à toa. Tem papel primordial na nossa caminhada. Por isso, preservar o corpo é preservar a vida.

7. Você não é um santo…

Ninguém é perfeito. Nem você. Em todos esses anos de vida você, provavelmente, já foi injusto ou traiu. Deixou de dar uma ajuda importante ou até mal interpretou alguém. Você já deve ter fugido de algum problema ou deu uma desculpa esfarrapada para faltar ao trabalho. Quiçá fez alguma extravagância física. Porém, não se condene, porque suas falhas também fazem parte da vida. A imperfeição é uma realidade. E, para o universo, não importa o tamanho dos seus defeitos, mas quanto empenho e luta você dispõe para superá-los. Isso sim é moeda de troca para felicidade, que será sempre, naturalmente, posterior às nossas obrigações com o mundo, com outros e com a gente mesmo.

Agora que já sabe que o mundo não é perfeito, cabe a você ser imperfeitamente feliz!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A Tempestade depois do Arco-íris."

COMENTÁRIOS