Não é possível confiar em ninguém a não ser nós mesmos

Karen Padilha

A descrença é o maior dos incentivos.

Estou a três meses sem escrever porque tinha perdido meu feeling pela coisa. Durante esse tempo tive meus altos e baixos novamente, mais baixos que alto. Me afundei na depressão, a vida tinha perdido a cor novamente e meu pedido de todos os dias era para que Deus me levasse porque a morte seria melhor do que a dor que sinto.

Por três longos meses sabia que estava viva, mas não tinha vida, estava vegetando e me perguntava porque minha vida não é trocada pela vida de uma outra pessoa que com certeza saberia aproveitar mais que eu ?

Muitos novos questionamentos me surgiram na cabeça…

Descobrimentos pessoais e intransferíveis, coisas que somente eu sei e tentarei esboçar nesse texto. Desde já, adianto que são pensamentos meus e ninguém precisa concordar.

Estive observando o comportamento das pessoas, do mundo, da humanidade e me levei a acreditar que não é possível confiar em ninguém a não ser nós mesmos, e na maioria das vezes até nós mesmos nos enganamos. O porque cheguei a essa conclusão é as pessoas sempre irão fazer coisas que irão beneficiar à elas mesmas independente de qualquer coisa ou situação, e se não acontecer de cara, vai acontecer em outra oportunidade.

Pessoas.

Pessoas Boas.

Pessoas más.

Pessoas com boas intenções .

Pessoas com más intenções .

Pessoas que se deixam levar pelas más intenções de terceiros em benefício de si mesmo .

Emoções.

Como controlar as emoções?

Existem seis tipos de pessoas que descrevi, essas pessoas somos nós mesmos e também quem nos deparamos no decorrer da vida.

A população mundial chegou à 7,6 Bilhões segundo uma última pesquisa feita em, Outubro, 2017, podendo chegar em 11,2 até o ano 2100. Somos muitos e é besteira falar que pensamos igual, temos vidas iguais, sonhos iguais, temos as mesmas metas, queremos o mesmo estilo de vida e muitas outras coisas, no entanto uma coisa eu posso falar: somos iguais, funcionamos iguais, emoções, somos feitos das mesmas partículas.

Temos uma parte que é boa, com amor, pureza , gentileza e sentimentos bons , mas também temos a parte que é má, ambiciosa , egoísta e outros sentimentos ruins, que se preciso serão usados em nosso benefício.

Eu vejo as pessoas, em particular alguns amigos que dizem: ” eu nunca faria isso com uma amiga”, ou outros que falam: ” eu nunca passaria a perna em alguém que eu gosto”, mas a verdade que ninguém conta é que fariam sim, com toda a certeza do mundo. Não dá para confiar…

Existem as exceções, mas no meu nível de pensamento e conhecimento são muito poucas, apenas as pessoas que buscam pela paz , que são nomes conhecidos por isso embora eu ache que essas pessoas também fariam algo para se beneficiar em troca de algo que não seja bom ao outro. E assim, passamos a ter medo de confiar em alguém.

Esse tempo que passei no fundo do poço da depressão novamente me fez abrir os olhos, ou me fez ficar descrente das pessoas. Por outro lado ” A descrença é o maior dos incentivos”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Karen Padilha
Sou Karen Padilha natural de Cotia-sp , formada em Introdução a Filosofia ( University of Edinburg – Londres), Introdução a Psicologia ( University of Toronto), Origens da vida no contexto cósmico (USP) e Inglês ( Mayfair School of English- Londres). Áreas como filosofia, psicologia e astronomia são fontes de inspiração para meus projetos. Recentemente acabo de publicar meu primeiro livro , ‘’ O que fizeram de mim? Reflexões sobre traumas e transformações” , pela editora novo século , na categoria de Talentos Da literatura Brasileira. Escrevo para o site ‘’ O Segredo’’, ‘’Kacosmic.com’’, ‘'Entrelinhas literárias’’ e ‘’ Academia do Aprendiz’’. Minha Página no facebook chama ‘’ YOUNIVERSE’’ , meu facebook pessoal ‘’ Karen Padilha’’ e meu instagram ‘’Karenppadilha’'.

COMENTÁRIOS