3 atitudes que devemos adotar para vencer a escuridão em nós!

Iara Fonseca

Como fazer para vencer a escuridão e alcançar a calma, a resignação, tão úteis à saúde do corpo quanto à da alma?

O homem pode suavizar ou aumentar o amargor de suas provas na Terra, vai depender do modo como encarar a vida.

Aquele que a encara pelo prisma espiritual, apanha, num golpe de vista, a vida terrena, como apenas um ponto no infinito, compreende-lhe a curteza e reconhece que esse penoso momento terá um passado.

A certeza de um futuro mais ditoso o sustenta e o anima e, longe de se queixar, agradece as dores que o fazem avançar.

Contrariamente, aquele que apenas vê a vida na Terra tem dificuldade em aceitar as lições impostas pela vida, estas lhe parecem intermináveis e a dor o oprime com todo o seu peso, e o joga na escuridão que anda a cultivar dentro de si.

Queremos saber… Como fazer para vencer a escuridão e alcançar a calma, a resignação, tão úteis à saúde do corpo quanto à da alma, quando o orgulho, o ciúmes, a falta de entendimento e todos os outros problemas de relacionamentos que enfrentamos, nos condenam à tortura e aumentam as misérias e as angústias da nossa curta existência?

Que pergunta extensa, rs… Mas é isso mesmo…

Eis a questão…

A reforma íntima é a única maneira de curar as mazelas da alma, que queimam por dentro e nos deixam, muitas vezes, deprimidos, sobrevivendo no passar das horas como mortos-vivos…

O que devemos fazer não é tão simples, mas precisamos começar a buscar. Regando uma plantinha por dia conseguiremos melhorar em todos os âmbitos da nossa vida, com persistência e constância.

Para isso devemos:

1) Buscar o autoconhecimento, adquirindo conhecimento e nos aperfeiçoando;

2) Praticar diariamente o amor-próprio, o amor ao próximo, com generosidade e compaixão;

3) Ter atitudes positivas e pensamentos felizes;

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!