15 coisas que você deveria abandonar para ser feliz

Resiliência Humana

15 coisas que você deveria abandonar para ser feliz

Por: Nairobi Cueto

Começando a partir de hoje, nós desistiremos de todas essas coisas que não nos servem mais, e nós abraçaremos a mudança. Preparado?

Desista de reclamar

Quer ser feliz? Nunca subestime o poder do pensamento positivo.

Desista da sua necessidade de reclamar sobre aquelas muitas, coisas pessoas, situações, eventos que lhe fazem infeliz, triste e deprimido. Não é a situação que dispara aqueles sentimentos em você, mas sim como você escolhe olhar para tudo aquilo.

Desista da luxúria das críticas

Quer ser feliz? Todos nós queremos algo, e algo que é desejado por todos nós.

Abandone sua necessidade de criticar coisas, eventos ou pessoas que são diferentes de você. Todos nós queremos ser felizes e amados.

Desista da sua necessidade de impressionar os outros

Quer ser feliz? Pare de tentar ser algo que você não é.

Pare de pensar tão seriamente em ser algo que você não é somente pra fazer os outros gostarem de você. No momento que você tira todas as suas máscaras, descobrirá as pessoas sendo atraídas por você.

Abandone a sua resistência à mudança

Mudar é bom.

Quer ser feliz? Mudar irá ajudar você a fazer melhorias em sua vida e também na vida de pessoas à sua volta. Siga seu destino, e abrace a mudança.

Desista das etiquetas

As mentes só funcionam quanto estão abertas.

Quer ser feliz? Pare de etiquetar coisas, pessoas ou eventos que você não entende. Páre de chamá-los “estranhos” ou “diferentes”. Tente abrir sua mente, pouco a pouco.

Desista da sua necessidade de estar sempre certo

Para muitas pessoas seu ego é realmente grande.

Há tantos de nós que não conseguem suportar a ideia de estarmos errados, querendo sempre estar certos, mesmo sob o risco de terminar grandes relacionamentos ou causar um grande nível de estresse e dor. Isso não vale a pena!

Desista da sua necessidade de controle

Permita que todos sejam como eles são.

Esteja disposto a desistir da sua necessidade de sempre controlar tudo que acontece a você e em volta de você – situações, pessoas, eventos etc.

Desista da culpa

Desista da sua necessidade para culpar outros.

Pare de dar seus poderes para outros e comece a assumir as responsabilidades da sua própria vida.

Desista da sua conversa interior derrotista

A mente é um instrumento supremo se usada corretamente.


Não acredite em tudo que sua mente está lhe dizendo – especialmente se é negativista e auto-destrutiva.

Desista das suas crenças limitantes

Abra suas asas e voe!

De agora em diante, você não mais irá permitir que suas crenças limitantes mantenham você paralisado no lugar errado.

Desista dos seus medos

Medo é só uma ilusão.

Ele não existe, você o criou. Está tudo na sua mente. Corrija o seu interior e tudo no seu exterior irá se encaixar.

Desista das suas desculpas

Coloque suas desculpas em um pacote e diga a elas que elas estão despedidas.

Um monte de vezes nós limitamos a nós mesmos por causa das muitas desculpas que nós usamos.

Desista do seu passado

Pare de se iludir.

É difícil. Especialmente quando o passado parece tão melhor do que o presente e o futuro parece tão assustador. Você deve levar em conta o fato de que o momento presente é tudo o que você tem.

Desista do apego

Um estado além das palavras.

Apego vem de um lugar de medo, enquanto amor… Bem, amor real é puro, gentil e sem ego. Onde há amor não pode haver medo, e por causa disso, apego e amor não coexistem.

Desista de viver sua vida através das expectativas de outras pessoas

Muitas pessoas estão vivendo uma vida que não é a vida delas.

Você tem uma vida, essa aqui, agora e você precisa vivê-la, apropriar-se dela e, especialmente, não deixar que a opinião de outras pessoas distraiam você do seu caminho.

*Via Br. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia