A verdade sobre relacionamentos modernos [12 verdades assustadoras]

Resiliência Humana

Que as relações e a maneira de enxergar as coisas mudaram não há o que questionar. O que espanta é essa verdade sobre relacionamentos modernos escancarada por aí vista como normal.

A cada dia o ser humano se torna mais descartável e essa sensação de desprezo só aumenta. Alguns até usam como táticas para provocar o outro num mundo que já não é mais o real. Vivem de likes e não mais de abraços ou demonstrações físicas. O virtual (e a fantasia) tomaram conta.

A indiferença ou a falta de tempo para você nem sempre é a verdade, talvez seja apenas uma maneira de provocá-la(o) e deixar uma sensação de que “ele” é importante. Infelizmente essa é a verdade sobre relacionamentos que vemos hoje em dia.

A verdade sobre relacionamentos modernos

Segundo Christopher Hudspeth, essas seriam as 12 verdades sobre relacionamentos modernos:

1. A pessoa que se preocupa menos tem todo o poder. Ninguém quer demonstrar que é a mais interessada na relação como para provar quem é que manda.

2. A geração atual quer mostrar indiferença ou falta de tempo como estratégia. Demorar, intencionalmente para responder a uma mensagem (horas ou dias) é visto com frequência. São joguinhos praticados para se “divertir” com o psicológico do outro.

3. Nem sempre uma pessoa que aparenta estar despreocupada porque não tem interesse algum em você, é exatamente a mesma pessoa que poderia estar interessada, mas esforça-se para não ir com tanta sede ao pote.

Vai ter um trabalho dobrado decifrar com qual das duas pessoas está lidando.

4. Fazer/receber um telefonema está cada dia mais difícil. As possibilidades de comunicação estão mais para redes sociais como Facebook e WhatsApp através de textos e emoticons.

5. As pessoas têm opções e atualizações a cada minuto do que os “amigos” estão fazendo ou vão fazer (ou de potenciais parceiros românticos) graças às redes sociais (Facebook e Whatsapp, principalmente). Se você não for prioridade, vai receber um “talvez” ou “qualquer coisa eu te falo”. E o fator decisivo para essas escolhas será a que parecer mais divertida ou interessante.

6. Alguém que te machuca não sofre de remorso imediatamente (pelo menos não no futuro imediato). Não é justo, mas às vezes essas pessoas que enganam e traem conseguem seguir em frente normalmente, enquanto a pessoa que ele machucou fica lá sofrendo sozinha.

7. A única diferença entre suas ações serem vistas como estranhas ou românticas é o fato do quão atraente você é para a outra pessoa. Apenas isso.

8. A mensagem que você enviou foi entregue. Se não recebeu uma resposta, não foi por causa da operadora de celular ou problema no telefone. Apenas foi ignorada(o).

9. Muitas pessoas estão com medo de relacionamento. Por isso, começam a surgir muitos relacionamentos “sem rótulo” ou “relacionamento aberto”. Dessa forma, sair com outras pessoas “não caracterizam” traição, pois não “carimbaram” a relação com um “namoro”, por exemplo. Estão apenas se conhecendo e não juntos.

10. As redes sociais criam novas tentações e oportunidades de enganar. O envio de mensagens privadas e as possibilidades de flertar de forma sutil (com fotos e mensagens com duplo sentido), aumentam as chances de uma traição acontecer. Não são desculpas pelas bobagens que fazem, mas aumentam as opções de quem já está “mal intencionado”.

11. Quando alguém se apaixona, em vez de expressar o sentimento diretamente para a pessoa, é mais provável que deixe uma indireta no Facebook ou no Instagram. Enviar uma mensagem por Whastapp, uma música que lembra algo ou uma imagem subliminar. Geralmente sem citar nomes, mas obviamente claro para quem é a mensagem.

12. A mídia social pode criar uma ilusão de opções. Levam as pessoas a enxergarem os aplicativos (o Facebook, por exemplo), como um menu interativo de pessoas “atraentes”. Fora dos propósitos que seria usar a plataforma para manter uma relação com os amigos e familiares.

Quando falo de verdade sobre relacionamento ou relacionamento de verdade poderia acrescentar aí mais um monte de situações que estamos vivendo. E nem sempre é ruim (exceções raras)! O que precisa ser revisto é essa falta de compromisso com o próximo. Modernidade não deveria ser sinônimo de desprezo ou falta de respeito com os sentimentos um do outro. Amar é bem mais que isso!

Estamos perdendo o significado de amor. Isso é horrível! Por isso estamos convivendo com tantas tragédias e tanta gente ruim no mundo. Como pode ver nessa lista, a verdade sobre relacionamentos modernos assusta, principalmente quem viveu em outra geração (respeito, compromisso, etc.).

Não sei qual a sua opinião com relação a esse momento que estamos vivendo, seria até legal se pudesse dizer o que pensa aí nos comentários.

Fonte: 18 verdades sobre relacionamentos modernos por: Christopher Hudspeth

VIAChristopher Hudspeth
FONTESobre Relacionamento
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS