TODA MULHER TEM PODER

Alessandra Piassarollo

Toda mulher nasce guerreira, e encara com unhas e dentes as guerras que precisar enfrentar. Sabe usar as armas que tem. Ela faz sua fama, sua cama e dorme bem, porque sabe que as batalhas serão desgastantes quando o dia amanhecer.

Toda mulher é forte porque sabe medir a força que tem. Sabe que a força depende do seu estado de espírito, do jeito como vai acordar pela manhã.

Ela faz o possível para alcançar seus objetivos, mas não gosta de ferir nem maltratar ninguém.

Mulher é poderosa desde sempre e sabe direcionar seu olhar. Não olha de baixo para cima, de cima para baixo muito menos. Sabe que o respeito que conquistou é fruto do respeito que devolveu. A vida é um espelho, e ela adora esse fato.

Toda mulher é capaz de demonstrar sensibilidade e amabilidade. Delicadeza também é sinônimo de mulher.

Ela é diferente e igual; cheia de caprichos, transborda encantos; sabe exatamente o que fazer quando quer conquistar algo. Ou alguém.

Não se poderão prender os sonhos de uma mulher quando ela realmente quiser conquistá-los. Ela é pássaro livre, o céu é o limite.

Tratá-la bem é como fazer um laço bem feito: não existem amarras, mas ela deixa evidente o prazer de estar entrelaçada.

Mulher é a lua em todas as fases; maré de ondas que mudam de tempos em tempos, um dia revolta, outro resoluta.

É aquela florzinha singular que nasce no topo da montanha, privilégio de poucos. Que se despetala ao sabor do vento, mas que sobrevive à aridez dos sentimentos de outrem.

É nuvem passageira para quem lhe sopra desaforos; tempestade de sentimentos, ou de aconchego, dependendo da situação.

Toda mulher gosta de estar acompanhada, mas é perfeitamente capaz de seguir sem ninguém, levando ou não sua carga de desilusões. Ela pode se sentar à beira do caminho e desabar em lágrimas, ou prosseguir feito boba, rindo sozinha de si mesma.

Mulher é um eterno contraste, uma antítese permanente, que ora quer, ora deixou de querer. Revive suas angústias e defeitos, ou não quer nem saber.

Faz da vida uma constante agonia, ou vive em eterna harmonia consigo mesma. Ás vezes se doa sem querer receber.

Sensibilidade na pele, nas palavras, no coração. Ou não. Ou não é nada disso.

É gata manhosa, é feita de fibra, tem cheiro de rosa. Transborda amor e outras coisinhas mais.

Vai onde quer, onde lhe disseram que não poderia chegar. O que foi anunciado como impossível, é o que lhe faz suspirar.

Adora provocações; sem submissão, porque sabe que tem poder.

Pode ser amiga de todos, mas do preconceito contra si é uma boa rival.

Mulher nasceu para encantar. Mas não se deixa enganar. Ela sabe o valor que tem.

O certo é que não existem palavras certas para defini-la. Nem tente. Ela é maravilhosamente indefinível.

E a isso, orgulhosamente se acrescente: A maior graça do mundo está em ser mulher!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Alessandra Piassarollo
Administradora por profissão, decidiu administrar a própria casa e o cuidado com suas duas filhas, frutos de um casamento feliz. Observadora do comportamento alheio, usa a escrita como forma de expressar as interpretações que faz do mundo à sua volta. Mantém acessa a esperança nas pessoas e em dias melhores, sempre!

COMENTÁRIOS