TALVEZ SEJA A HORA DE AMAR DE NOVO…

Juliana Manzato

Leia ouvindo: Oh Wonder – All We Do

Menina, você não pode desistir de transbordar. Não permita que a decepção com os outros chegue aos seus maiores e melhores desejos. É preciso transbordar sempre. Chega uma hora que a gente precisa colocar para fora todo aquele amor que guarda no peito.

Você não pode mudar o outro. Você pode mudar aquilo que espera do outro. Já não foi dito que o modo espera não foi feito para gente sacudida? Pois bem. Sacudida que é, não deveria esperar nada de ninguém. As melhores expectativas ficam dentro da gente.

Talvez seja hora de amar de novo. Sim, se abrir para alguém que não te dê tantas expectativas mas te preencha de realidade. Alguém que queria estar ao seu lado de verdade. Alguém para dividir aquelas conquistas e miudezas bonitas do dia dia. Alguém que não deixe para amanhã a felicidade que pode te entregar hoje. Alguém que combine uma saída e realmente apareça. Alguém que por mais que demore, responda seu whatsapp ou que te ligue para fazer surpresa. Menina, dê oportunidade para alguém real entrar na sua vida sem toda aquela expectativa criada a cada beijo ou despedida.

Não estou dizendo para você dar oportunidade ao primeiro que aparecer, longe disso. Estou dizendo para você se permitir e experimentar novas possibilidades. Transbordar é isso, chegar ao limite, mudar. Chega de ficar dando murro em ponta de faca, colocando energia em quem não está afim de você, dando prioridade para quem só sabe fazer tentativas.

Se dê de presente novas oportunidades. Conheça pessoas novas todos os dias, faça novos amigos, pequenas viagens aos finais de semana, uma roupa nova no mês, pares novos de sapato naquela liquidação, um quadro novo para casa, um beijo no cara desconhecido que acabou de conhecer, mude de academia, vá ao cinema sozinha, transborde um pouco a cada dia. Permita que aqueles velhos hábitos vão embora para que os novos tomem conta de você.

Não é fácil transbordar. A gente segura ao máximo achando que pode ser julgada de louca, mas do fundo do meu coração te digo: seja louca, mas seja feliz. A gente vive pensando no que os outros vão pensar e nos esquecemos do mais importante, o que nos vamos sentir.

Sem dúvida alguma eu te digo: transborde quando necessário, seque o que for derramado quando quiser. É sempre hora de amar de novo. Permita-se, pelo amor de Deus!

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS


Juliana Manzato
Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos! Sonhos? Vive deles

COMENTÁRIOS