SIM, NÃO QUERO NADA QUE SEJA MENOS DO QUE AMOR COM A MAIÚSCULO

Sim, não quero nada que seja menos do que amor com A maiúsculo. Não quero nada que fique entre uma simples amizade e um forte desejo sexual. Não quero amizade colorida , nem listrada nem xadrez.

Não quero nada que seja pela metade. Nada que venha na forma de migalhas. Nada que venha com data marcada para ir embora. Amor com data de validade não é amor. É acordo entre duas pessoas solitárias e entediadas que querem matar o tempo.

Não quero nada que venha cheio de ressalvas, cheio de mas e poréns. O amor é destemido, petulante. Não quero nada completamente desencanado porque não é importante. Gente e relação light demais pesa. Mas também não quero nada que seja completamente complicado porque estamos calçando o número errado. Sim, se tudo vira uma guerra, você definitivamente não está amando nem sendo amado.

Não quero amor tipo exportação, bom para terceiros. Não quero amor que fica bonitinho nas redes sociais e uma tristeza entre quatro paredes.

Não quero amor que seja conveniente para as outras pessoas , mas desconfortável para mim e para o meu parceiro. Não quero formar um simples par. Quero formar um par simples, afinado, com um amor calmo, morno jamais. Com um amor aconchegante , acomodado nunca.

Não quero nada que se resuma a sexo. Mas que o sexo seja muito bom. Não quero nada que se resuma à amizade. Mas que o meu parceiro seja o meu melhor amigo. Não quero nada que se resuma a ciúme e sentimento de posse, mas que eu me sinta pertencente a algo maior. Não quero nada que seja imposto, forçado , mas que eu sinta a minha mão segura. Não quero nada que me ancore, mas que me faça sentir vontade de voltar.

Dedico este texto a uma pessoa muito especial, que como eu, não aceita metades. Alguém que não aceita nada menos do que o amor.

 

VIASilvia Marques
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS