SEM ALVO, A VIDA NÃO SAI DO LUGAR

Metas de leitura não alcançadas. Notas frustrantes. Gorduras não eliminadas. A vida, em sua mesmice, parece monótona demais para valer a pena? Qual é, no fundo, seu verdadeiro sentido? Sem receitas prontas de autoajuda, este texto propõe simplesmente uma reflexão sobre a arte de viver. Pronto para decolar?

Uma das grandes lições deixadas pelo teólogo alemão Friedrich Wilhelm Nietzsche é que sem alvo a vida não sai do lugar. Nietzsche é o proclamador de uma vida sem alvo que ele denominou de eterno retorno do mesmo.

A circularidade do tempo é, para Nietzsche, uma contraposição à visão do tempo judaico-cristão que é linear com início (criação), meio (redenção) e fim (salvação). A visão cíclica do tempo pertencia aos gregos clássicos. A visão de mundo judaico-cristão instaurou no Ocidente sua visão de tempo linear com o centro referencial no próprio Cristo (a. C. e d. C., por exemplo). Somente na visão de mundo judaico-cristã se pode fazer história, pois somente nesta cosmovisão o tempo é composto de passado, presente e futuro. O próprio Nietzsche afirma que Deus “só é feito pela história.”¹ Ele afirma isso porque o Deus judeu é sempre o Deus que age concretamente na história. Israel sempre lembrava de Deus como aquele que nos tirou (pretérito perfeito) da terra do Egito (Ex 20.2), por exemplo. A concepção Greco-platônica do tempo era absolutamente diferente: a eternidade não está dentro do tempo, mas é justamente a ausência de tempo. Zeus não pode agir na história, pois é metafísico demais para tal.

Sem-alvo.jpgPor conseguinte, o eterno retorno do mesmo de Nietzsche não é outra coisa senão um eterno cair sem chegar ao solo. O objetivo da vida (que antes era a escatologia, i. é, a eterna redenção) é substituído por um viver hedonista aloucado, afinal de contas, “comamos e bebamos, porque amanhã morreremos.”

Contudo, nota-se que sem objetivo a vida não sai do lugar. Eis uma preciosa lição! Enquanto uma pessoa que deseja emagrecer não colocar um alvo concreto para seu objetivo, ela dificilmente o alcançará, mas estará condenada à circunstância presente para sempre. Contudo, ao planejar perder 20 Kg em 1 mês as coisas se tornam mais concretas e palpáveis, contudo, nem por isso mais fáceis. Objetivo exige responsabilidade, vontade e suor. Com um objetivo claro e alcançável, também as atitudes se tornam mais certas e confiáveis.

Outro exemplo são os estudos. Estudar por estudar dificilmente dará um diploma a alguém. Se o der, é quase certo que a carreira será uma porcaria, a não ser que haja uma herança do pai ou alguma outra variante fora do normal. Para alcançar resultados é preciso alçar alvos: se eu quero tirar 10,0 na prova de semana que vem, então meus estudos devem estar à altura da nota 10,0. Você me pergunta: “e se o professor for chato e não der 10,0 para ninguém?” Pois bem, respondo eu, então o objetivo é ainda maior: tirar 10,0 com um professor chato que em sua ingratidão e alta presunção não dá 10,0 para ninguém. Por conseguinte, você terá estudado tanto que tirar 9,5 ou 10,0 não valerá tanto no final das contas, pois o conhecimento adquirido não tem preço ou peso.

Assim, querido leitor, ter alvos para a vida ajuda a não ficarmos encalhados na mesmice vida miserável de sempre. São os alvos da vida que nos colocam em movimento. São os alvos da vida que nos impulsionam ao trabalho. São os alvos da vida que nos ajudam a viver melhor.

Curtir de vez em quando é bom, e esta é uma prerrogativa do próprio judaísmo que tem o dia do descanso como santo, i. é, algo sagrado da qual não devemos abrir mão. Descansar é bom e o próprio Deus sabe o que é isso, pois ele mesmo “descansou após ter criado todas as coisas.” Contudo, vida boa é também a vida engajada em servir ao outro com a nossa profissão, estudos ou qualquer outra atividade.

Sem alvo, caímos em um viciante eterno retorno do mesmo monótono e vazio, como um hamster correndo na roda de sua gaiola. Sem alvo, a vida não sai do lugar. Pode até ser superficialmente feliz, mas por dentro possui um vazio gritante. Pôr um alvo significa também iniciar hoje: se eu quero emagrecer, não irei começar no dia estabelecido como alvo, mas hoje. Os alvos da vida pertencem ao amanhã, mas as atitudes concretas estão somente no hoje. Amanhã pode ser tarde. Mude hoje! Inicie hoje! Faça hoje! Ame hoje! Que a escatologia da vida lhe presenteie com atitudes no agora. O nosso tempo precisa ser repensado.

¹ NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Considerações Extemporâneas – 1874. In: NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Os Pensadores. Vol. 41. Obras Incompletas. 3. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1983. p. 68.

VIAWilliam Felipe Zacarias
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS