SE É AMOR, QUE FIQUE CLARO…

Juliana Manzato

eia ouvindo: Chet Faker – Gold

Mesmo diante de tantas certezas, o amor também é dúvida. Dúvida sobre si. Dúvida maior em relação ao outro. Se for amor que fique claro, sem dúvidas ou disputa de poder para ver quem vai se declarar primeiro. Lembrando que amor não é só palavra, é ação.

Amar é deixar para o outro um sentimento transparente e bonito. Te amo. Te amo mesmo. Te amo, apesar de…

Essa nossa mania de complicar uma relação bonita é burrice. Existe, mesmo que inconsciente, uma disputa para ver quem se declara primeiro. Como se quem falasse primeiro fosse fraco ou exposto demais, ganha a tal disputa quem não se declara. Uma grande bobagem! Corajoso é aquele que mesmo com o maior dos medos se rasga, para demonstrar ao outro o sinal de amor. E tem coisa mais bonita do que um “eu te amo”? Não.

Enchemos o peito para pedir ao outro coragem, mas ao menor sinal de amor não retribuímos. Zelamos pelo sentimento “amor”, mas não por reciprocidade no amor. Dai meus amigos, encontramos cada vez mais desacreditados e indecisos, colocando na balança algo que deveria ser leve, escancarado, declarado, sonoro, raro, claro.

Insistimos em fugir para a colina mais alta com aquela sensação de vitória de ter ouvido um “eu te amo” primeiro. Um bando de covardes, que como laranja podre estragam o restante afetando ativamente o sentimento de coragem para se entregar ao sentimento mais bonito de todos.

Se quer amar de verdade, que fique claro de verdade. No amor e no jogo, blefar demais atrapalha. Saiba a hora de ser transparente e demonstrar de maneira sincera aquilo que sente. E isso não tem nada a ver com implorar amor. Declaração não é migalha, é um manifesto merecido.

Te amo. De boca cheia, coração repleto e escolha certa.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS


Juliana Manzato
Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos! Sonhos? Vive deles

COMENTÁRIOS