Quando a vida faz a gente “cair do cavalo”

Alessandra Piassarollo

Uma expressão comum na minha infância vivia nos alertando de que a gente poderia “cair do cavalo”. Que frase sensacional eu pensava, intrigada com o sentido que ela deveria ter na prática. Ainda não tinha a maturidade necessária para entender o que poderia ser essa queda indesejável. Agora, já caí vezes o suficiente para dizer: é péssimo cair do cavalo!

Porque é péssimo planejar ter sucesso, seja em qual assunto for, e ele não acontecer. É horrível quando a gente acha que tem tudo planejadinho dentro da cabeça, mas na realidade, a coisa sai bem ao contrário. A queda nos surpreende e a frustração fica logo na cara, fazendo-nos lutar contra um plano arruinado e muitas expectativas desfeitas. Nessas ocasiões, o melhor é assumir que não deu certo e coletar os aprendizados que essa experiência pôde ofertar.

Sobre os que tentaram me advertir, acredito que já sabiam como seria dolorido enfrentar esse tipo de decepção. Agradeço os conselhos que desde cedo tentaram me prevenir. Não fiquei imune, mas aos poucos estou aprendendo a lidar com essas caidelas. Reconheço que nem sempre é fácil, mas é preciso encarar, enfrentar as quedas de qualquer natureza; não sentir vergonha por ter caído, e levantar tão logo seja possível; outro desafio é entender que todo mundo cai, se engana, se frustra. Não dá mesmo pra ganhar todas. Não há quem consiga esse feito, porque errar é próprio do ser humano.

Aprender a esperar a expectativa se tornar realidade é uma artimanha que evita quedas indesejadas; treinar-se a deixar as promessas serem apenas isso e saber que elas não dependem só de nós é um dos segredos; esperar o momento certo para contar vitória já livrou muita gente de dar com a cara no chão.
É claro que ninguém precisa se retrair só para não “cair do cavalo”. Lógico que não! Basta agir com certa dose de cautela e estar consciente de que tem um tempo certo para tudo, já que a precipitação é a maior causa desse tipo de queda.

Contudo, nem sempre conseguiremos evitá-las. Mas, se me permite um conselho, aprendido com muito custo, vou dizer: quando a vida fizer a gente cair do cavalo, só precisaremos nos levantar e tentar de novo. Acho que afinal, isso é tudo o que precisamos saber.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Alessandra Piassarollo
Administradora por profissão, decidiu administrar a própria casa e o cuidado com suas duas filhas, frutos de um casamento feliz. Observadora do comportamento alheio, usa a escrita como forma de expressar as interpretações que faz do mundo à sua volta. Mantém acessa a esperança nas pessoas e em dias melhores, sempre!

COMENTÁRIOS