Quando todos se vão, Deus permanece e cuida da menina que foi deixada para trás

Tatielle Katluryn

Ela é aquela que fica quando todos por algum motivo decidem ir embora. Ela sempre fica e se pergunta o que fez de errado para isso acontecer com tanta frequência. Ela até entende que não é fácil de conviver, tem alguns problemas não resolvidos, defeitos que parecem incuráveis e uma frieza que vez ou outra pode machucar os desavisados. Mas é que há tanto tempo as despedidas ocorrem que ela involuntariamente encontrou formas de se proteger e muitas dessas maneiras têm espinhos que revestem suas armaduras, e podem ferir quem se aproxima demais.

E é estranho uma pessoa que odeia a solidão não saber conviver socialmente e nem saber manter relacionamentos. Ela queria aprender um jeito de conquistar pessoas e mantê-las eternamente ao seu lado, e que elas nunca cogitassem ir embora e deixa-la sozinha novamente. Mas ela teria que mudar sua maneira de ser, se tornar outra pessoa, melhorar em alguns pontos e abandonar muitos hábitos, e tudo para não ser tão só quanto uma ilha no meio do Atlântico. Porém nunca lhe foi ensinado a suportar despedidas e muito menos como evita-las, só sabe amar intensamente quem tenta algo com ela e não sabe demonstrar quase nada do que sente, e talvez seja esse o seu maior erro.

Pois as pessoas querem um carinho de vez em quando, querem uma palavra meio romântica, meio boba e até dita em voz num tom infantil, mas querem ouvir que são queridas, especiais e importantes, e que sem elas o mundo não será o mesmo, não conseguirá viver normalmente, que será infeliz e que a ausência de tais pessoas trará muito sofrimento. Mas o problema que essa menina faz parte do grupo de pessoas que não sabe demonstrar, que só sabe sentir e de forma profunda, todavia, tem medo e receio de parecer idiota ao falar algo sobre isso, que prefere esconder os sentimentos e pensamentos, mas que mostra o quanto ama através do ciúme, da saudade, do cuidado e atenção que dá a pessoa, da forma que se interessa e como aconselha com honestidade.

Porém até hoje seu jeito de ser e suas atitudes não firmaram ninguém ao seu lado, e por isso novamente sentiu o amargo da solidão que vive voltando para o seu coração. Mas uma coisa que talvez os outros que se vão e até mesmo ela não percebem, é que ela não está totalmente sozinha, pois sempre alguém permanece e faz a sua presença ser o bastante. Deus, Ele fica. Ele não vai embora porque ela é fria, porque a menina sofre e prefere esconder sua dor. Ele entende como ela se sente, Ele sabe como já foi traída e enganada, e que toda e qualquer atitude são traços do passado e das marcas que deixaram na alma dessa menina.

Deus fica e vai sussurrando no ouvido dela que a sua graça lhe basta, que com Ele ela é capaz de suportar tudo e vencer a tristeza, a decepção e provável depressão. Ele fica e diz que a ama, que Ele consegue ver beleza onde ninguém é capaz de pôr os olhos. Ele fica e promete que não vai embora, que não é como as pessoas que mentem e enganam, mas que cumpre exatamente o que prometeu. Ele fica e vai sarando os ferimentos que as pessoas causaram, vai limpando a sujeira com perdão e dizendo para ela perdoar quem se foi, para assim ter paz no coração e liberdade para voltar a amar. Ele fica e cuida do jeito que ninguém mais poderia fazer, Ele ama como ela precisa porque é o próprio Amor.

E assim essa menina vai superando a cada dia a falta de palavras amigas, abraços carinhosos e um amor masculino que lhe aqueça, porém vai sobrevivendo e percebendo que Deus nunca a decepcionou, que Ele é capaz de suportar o mau humor dela, que Ele perdoa os defeitos e erros que ela comete, que não a julga e nem ridiculariza, que apenas Ele pode suportar as tempestades em gotas de água que ela faz e os dramas corriqueiros que provoca para chamar atenção e pedir ajuda. E tendo a certeza de que não será deixada por Deus, pois Ele é incapaz de lhe abandonar, porque prometeu estar com ela em todos os lugares que ela for e cuidar para não tropeçar seus pés em pedras.

Então Deus a escondeu debaixo das suas asas para ela não ser ferida novamente, mas Ele a está capacitando com força e inteligência, pois sabe que terá que se relacionar, também põe em seu coração amor para perdoar e confiar de novo nas pessoas. O que ela não sabe e nem imagina é que terá alguém que nunca a deixará, uma pessoa que estará com ela, e não estou falando de Jesus e nem do Espirito Santo porque ambos já estão com ela e nunca irão deixa-la, mas estou falando de certo rapaz que aparecerá quando o coração dela estiver curado e pronto para recebê-lo. Por isso é bom não abandonar a cruz mesmo que seja pesada e não tenha pessoas que a ajudem a carregar.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Tatielle Katluryn
Tatielle Katluryn, florescida em 1996, com sangue Maranhense e coração pertencente ao céu. Sou cristã e estudante, apaixonada por livros do séc. XIX e Astronomia. E Deus me chamou para falar aquilo que Ele quer dizer as pessoas, para levar a paz a corações tão ansiosos quanto o meu. É tão linda a forma que Ele me cuida enquanto me usa para fazer sua vontade e só tenho a agradecer por tamanho amor que me consertou sem eu merecer.

COMENTÁRIOS