QUANDO O RELACIONAMENTO NÃO TERMINA AO MESMO TEMPO PARA AS DUAS PESSOAS

Bruna Cosenza
Young couple in bed, man with hand on woman's shoulder (B&W)

É muito comum ouvirmos histórias de pessoas que viviam muito felizes em seus relacionamentos quando, aos poucos, a magia vai se perdendo. Por motivos que muitas vezes nem nós sabemos explicar, o amor se dissipa e se perde nesse universo. Não é por mal, pois muitas vezes vem aquele sentimento de culpa: “Ela(e) não fez nada de errado. Por que estou sentindo isso?”.

É normal. Acontece. Nem tudo que começa dura para sempre. E está tudo bem. O grande problema é quando o relacionamento termina para uma pessoa e para a outra não. O que fazer? Como lidar com essa situação?

O maior erro que podemos cometer é não deixar o outro ciente deste fim – normalmente fazemos isso por medo. Medo de magoar alguém que é tão importante para nós. O que não nos damos conta é que ao privarmos o outro do fim que está apenas na nossa cabeça, estamos lhe causando um mal muito maior, pois de certa forma estamos enganando-o.

Então, se acabou para você, jogue a real. Mais cedo ou mais tarde o outro irá perceber. A sua maior prova de carinho e consideração será abrir o jogo, pois no fundo você sabe que tudo o que viveram juntos não pode ser destruído pelo simples fato de que o relacionamento não durou para sempre.

Durou o tempo que tinha que durar. A vida é assim. Coisas começam e coisas terminam. O mais verdadeiro de tudo é o que vivemos no meio do caminho. Então, se algum dia isso acontecer com você, não deixe o outro se torturar imaginando o que pode estar dando errado quando, na verdade, é simplesmente o fim de algo que não era para ser.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS


Bruna Cosenza
Bruna Cosenza é paulista e publicitária. Acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. É autora do romance "Lola & Benjamin" e criadora do blog Para Preencher, no qual escreve sobre comportamento e relacionamentos do mundo contemporâneo.

COMENTÁRIOS